A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

04/05/2018 10:49

No desenho da criança, violência no trânsito é o que salta aos olhos

Campanha foi lançada hoje e uma das ações envolveu a imagem que as crianças têm do trânsito

Guilherme Henri e Bruna Kaspary
Prefeito Marquinhos Trad com criança de Ceinf mostrando desenho que ilustra campanha Maio Amarelo (Foto: Saul Schramm)Prefeito Marquinhos Trad com criança de Ceinf mostrando desenho que ilustra campanha Maio Amarelo (Foto: Saul Schramm)

No lançamento da 5ª edição da Campanha Maio Amarelo em Campo Grande nesta manhã (4) nada chamou mais a atenção do que o desenho de uma das crianças sobre o tema. Os traços inocentes ilustraram um homem sendo arremessado depois de ser atropelado por carro que furou sinal vermelho.

O desenho é de uma das crianças do Ceinf (Centro de Educação Infantil) Ceinf Eleodes Estevan, no bairro Jardim dos Estado onde o evento ocorreu.

“O que eles veem de nós é isso. Essa monstruosidade. É no minimo preocupante a imagem que os motoristas passam para as crianças”, disse o prefeito Marquinhos Trad.

Desenho de criança do Ceinf sobre o trânsito na Capital (Foto: Saul Schramm)Desenho de criança do Ceinf sobre o trânsito na Capital (Foto: Saul Schramm)

Sobre a ilustração, a chefe da divisão do trânsito da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) Ivanize Rotta, lembra que não são as crianças que devem educar os pais sobre o trânsito. E sim o contrário. “O motorista que usa o celular no trânsito é a mesmo que corre, fura sinal e não coloca o cinto de segurança nos filhos”, afirma.

Além disso, ela diz que muitos pais acham “bonitinho” o filho repreender por ter passado no sinal vermelho. Porém, ele deve lembrar que os filhos no futuro farão o mesmo. Não adiante dizer que não pode e dar o exemplo contrário”, destaca.

Segundo o comandante da Polícia Militar do Estado, o coronel Waldir Acosta, este ano foram registradas 28 mortes no trânsito. Além disso, 40% dos motoristas pegos em blize não tem CNH (Carteira Nacional de Habitação). “A grande maioria são motociclistas, que se não são pegos nas ações da polícia acabam lotando os leitos da Santa Casa ”, diz.

Ações - Durante todo o mês, ações de conscientização e blitze serão realizadas na Capital. No evento, ainda houve entrega de lixinhos para o carro e adesivos sobre a importância de se respeitar as regras do trânsito.

Neste ano a campanha foi intitulada “Nós somos o trânsito”, que mostra que todos têm papel para um trânsito melhor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions