A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

09/06/2014 18:13

Ponto crítico registra mais um acidente e motoristas alegam inocência

Lidiane Kober e Cleber Gellio
Acidente interditou uma das faixas da Avenida Júlio de Castilho (Foto: Cleber Gellio)Acidente interditou uma das faixas da Avenida Júlio de Castilho (Foto: Cleber Gellio)

Conhecido na região pelo alto índice de acidentes, o cruzamento da Avenida Júlio de Castilho com a Rua Pinto d'Água, em Campo Grande, registrou nova colisão, nesta segunda-feira (9). Dessa vez, duas crianças estavam abordo dos carros e ambos os motoristas afirmam inocência.

Conduzido por Kelly Chris de Souza Gonzaga Cabral, de 36 anos, o Citroen C4 Pallas seguia pela Rua Pinto d'Água e um Monza, guiado por Celso Assis de Matos Júnior, 20, transitava na Júlio de Castilho, sentido centro/bairro.

Kelly estava acompanhada de sua filha e Celso de uma menina de 11 anos. Somente o motorista do condutor precisou de socorro e foi conduzido pelo Corpo de Bombeiros à Upa (Unidade de Pronto-Atendimento), da Vila Almeida. Segundo o sargento Oliveira, ele estava consciente, mas zonzo.

Pai da menina de 11 anos e tio de Celso, Gilson Garcia, de 46 anos, foi até o local do acidente. “O Júnior disse que cruzou porque o sinal estava verde e a condutora falou a mesma coisa. Agora, eu não sei”, disse.

Os dois carros ficaram com a parte da frente parcialmente destruída. O acidente interditou uma das faixas da Avenida Júlio de Castilho.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions