A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

25/04/2018 17:48

Protesto da MST fecha cruzamento da Mato Grosso no horário de pico

Cerca de 300 pessoas participaram do protesto no fim da tarde desta quarta-feira

Gabriel Neris e Kleber Clajus
Guarda Municipal acompanha protesto do MST na avenida Mato Grosso com a 25 de Dezembro (Foto: Fernando Antunes)Guarda Municipal acompanha protesto do MST na avenida Mato Grosso com a 25 de Dezembro (Foto: Fernando Antunes)

Integrantes de movimentos sociais a favor da reforma agrária, entre eles o MST (Movimento Sem-Terra), fecharam o cruzamento da avenida Mato Grosso com a rua 25 de Dezembro no fim da tarde desta quarta-feira (25), em Campo Grande, exatamente no horário de pico para quem pretende voltar para casa.

Cerca de 300 pessoas protestam pelo fim do processo de compra de uma área localizada em Dois Irmãos do Buriti – a 83 km de Campo Grande. Segundo eles, falta somente o pagamento da área. Os integrantes do movimento aguardam o desfecho de uma reunião que estaria acontecendo em Brasília entre seus representantes, do Ministério da Agricultura e também do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Eles dizem que o proprietário da Fazenda Corrente estaria avaliando a possibilidade de vender a área ao governo. O processo já dura nove meses.

O cruzamento ficou fechado durante 40 minutos. A Guarda Municipal foi acionada e conseguiu negociar com os manifestantes. O protesto continuou somente na rua 25 de Dezembro, liberando o tráfego para quem estava na Mato Grosso.

Os manifestantes estão no prédio do Incra, na 25 de Dezembro. O líder do MST, José Roberto dos Santos, diz que não houve ocupação do prédio, mas utilizam o espaço durante à noite para dormir. “Os servidores estão trabalhando normalmente”, diz ele.

Posteriormente, os manifestantes deixaram a rua e ocuparam apenas a frente do prédio, deixando o trânsito fluir normalmente. Eles não descartam novos fechamentos do tráfego.

Outra demanda dos movimentos sociais são os pedidos de recursos para vistoria de outras áreas que possam ser destinadas para a reforma agrária.

Recentemente, os movimentos sociais bloquearam rodovias de Mato Grosso do Sul em protestos contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foram bloqueados trechos da BR-262, BR-163 e BR-267. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), cerca de 2 mil condutores foram afetados pelos protestos. No protesto de hoje, os manifestantes também levaram faixas de apoio ao ex-presidente Lula.

Confira o vídeo do protesto dos movimentos sociais em cruzamento da Capital 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions