A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

26/11/2017 10:06

Rapaz atropelado consegue vaga em CTI , mas estado neurológico é grave

Lucas foi atingido por HB20 dirigido por um acadêmico de Medicina embriagado

Ângela Kempfer

O jovem Lucas Henrique Souza Matheus, atropelado na madrugada de sábado na Avenida Ceará, só conseguiu vaga no CTI da Santa Casa na manhã deste domingo. Até então, ele permanecia na Ala Vermelha, mas sob cuidados de especialistas.

O estado de saúde dele é considerado muito grave, com risco de morte. Lucas respira com auxílio de aparelhos, teve lesão no tórax e fraturou a perna direita. A maior preocupação dos médicos é com as condições neurológicas, por conta do coágulo provocado por forte trauma na cabeça.

Lucas foi atingido por um HB20, dirigido pelo estudante de Medicina Rodrigo Santos Augusto, preso por embriaguez no momento do acidente. A vítima atravessava a via na faixa de segurança, quando foi atropelada pelo acadêmico que, segundo testemunhas, dirigia em alta velocidade. Lucas acabou arremessado a cerca de 10 metros.

O sinal estava verde para o HB20, Rodrigo não negou socorro, mesmo assim, o delegado que atendeu a ocorrência resolveu manter o motorista preso porque teste do bafômetro comprovou embriaguez e, mesmo com o semáforo aberto, a preferência é sempre do pedestre.



Não, Não!
Isso tem que mudar!
Se o sinal está verde para o carro, o pedestre tem que esperar, a faixa não lhe dá o direito de entrar na frente do carro.
Pessoas estão sendo atropeladas e mortas por informação errada. O pedestre tem as calçadas e ruas para andar, o carro somente a rua. Já vi moleques fazerem gracinhas e entrarem na frente de carros, do nada. Tem que mudar essa cultura que o pedestre tem sempre razão. Todos são obrigados a respeitar as sinalizações.
 
Marice Chencarek em 26/11/2017 11:18:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions