A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

12/05/2017 06:45

Sem CNH, condutor se envolve em acidente e vai preso pela 2ª vez por embriaguez

Viviane Oliveira

Após bater na traseira de um veículo, Roque Ortega Ferreira, 60 anos, foi preso por dirigir bêbado. Esta, segundo o condutor, é a segunda vez que vai para a delegacia por conduzir veículo sob efeito de álcool. Além disso, ele não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

O fato acidente aconteceu por volta das 21h de ontem (12), na Avenida Duque de Caxias com a Rua Brasília, no Bairro Amambaí, em Campo Grande. Ninguém ficou ferido. 

Conforme boletim de ocorrência, o autor conduzia um veículo F-100, quando próximo ao cruzamento colidiu na traseira de um HB20. Os dois carros ficaram danificados e a polícia de trânsito foi acionada.

Roque apresentava sinais de embriaguez como, por exemplo, falta de coordenação motora. Ele fez o teste do bafômetro e o resultado foi positivo de 0,98 miligrama de álcool por litro de sangue. O outro motorista também fez o teste, mas o resultado foi negativo.

Ao ser questionado, Roque confessou que havia bebido, por volta das 19h, cerveja e pinga. Também relatou que não tem CNH e que já havia sido preso por dirigir bêbado. O condutor, então, foi preso em flagrante e levado à delegacia.

Punição - Desde novembro do ano passado, dirigir sob influência de álcool é infração gravíssima, segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Além de pagar multa no valor de R$ 2,934,70, o condutor perde o direito de dirigir por 12 meses. Em caso de reincidência, o valor dobra para R$ 5.869,40. Além da esfera administrativa, o flagrante pode resultar em prisão se a medição do etilômetro indicar mais de 0,34 miligramas de álcool por litro de sangue.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions