A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

18/04/2017 14:05

Testemunha diz à polícia que motociclista estava a mais de 100 km/h

Viviane Oliveira
Paulo morreu na noite de ontem, na Santa Casa (Foto: reprodução/Facebook)Paulo morreu na noite de ontem, na Santa Casa (Foto: reprodução/Facebook)
Motocicleta esportiva ficou destruída (Foto: Direto das Ruas)Motocicleta esportiva ficou destruída (Foto: Direto das Ruas)

O motociclista Paulo Oliveira Júnior, 28 anos, que morreu no hospital na noite de segunda-feira (17) após bater a moto que conduzia na traseira de uma caminhonete, estava a mais de 100 km/h, segundo relatos de uma testemunha à Polícia de Trânsito.

O acidente ocorreu por volta das 6h30 de sexta-feira (14), nos altos da Avenida Afonso Pena, em frente ao Aquário do Pantanal, no Bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande.

Segundo a testemunha, que presenciou o acidente, o jovem seguia em alta velocidade na faixa do meio da avenida, quando bateu na traseira de uma Toyota Hilux. “Ele estava a mais de 100 km/h quando passou por mim. Em seguida bateu na caminhonete”, disse à polícia.

Por causa da batida, a vítima perdeu o controle da direção, colidiu em árvore, placa de sinalização, poste de energia elétrica e só parou após derrubar a cerca de uma central de revenda de apartamento.

O motorista da caminhonete, que não teve o nome divulgado, prestou socorro e acionou o Corpo de Bombeiros junto com a testemunha. Paulo pilotava uma motocicleta Kawasaki de 1000 cilindradas.

O rapaz sofreu politraumatismo, foi socorrido à Santa Casa, onde passou por procedimentos cirúrgicos, mas não resistiu e morreu três dias depois. O condutor da Hilux não ficou ferido. 

Tragédias - Segundo o tenente-coronel José Amorim Longatto, comandante do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, de janeiro até agora, 13 pessoas morreram no trânsito de Campo Grande. No mesmo período do ano passado foram 14 óbitos.

“Nós fazemos blitze todo fim de semana, mas os acidentes só vão diminuir quando as pessoas mudarem de atitude, principalmente quanto à dirigir sob efeito de álcool”, afirma.

Na noite de sábado (15),Vinícius Lima de Oliveira, 22 anos, também morreu em acidente de trânsito. Ele seguia em uma Suzuki preta, de mil cilindradas, a cerca de 120 km/h, quando ao tentar ultrapassar dois carros, perdeu o controle da direção, bateu contra a guia do canteiro central e foi arremessado.



concerteza estava a mais de 100, basta ver o estado da moto, uma pena...
 
carlos alexandre barros em 18/04/2017 16:02:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions