A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

01/08/2012 21:07

Testemunhas de acidente que matou segurança serão ouvidas nesta quinta

Nyelder Rodrigues
Richard Ildivan Gomide (foto), trocou de advogado. O responsável pela defesa será José Roberto Rodrigues da Rosa (Foto: Minamar Junior)Richard Ildivan Gomide (foto), trocou de advogado. O responsável pela defesa será José Roberto Rodrigues da Rosa (Foto: Minamar Junior)

Nesta quinta-feira (2), dez testemunhas de acusação do jovem Richard Ildivan Gomide, que atropelou e matou o segurança David Del Vale Antunes, de 31 anos, serão ouvidas na 2ª Vara do Tribunal do Júri, às 13h30.

O acidente ocorreu na madrugada do dia 31 de maio, em frente em Shopping Campo Grande, na avenida Afonso Pena. A cena do acidente foi registrada pelo redutor de velocidade que há no local. Nas imagens, David estava parado de moto, no sinal vermelho, quando o carro conduzido por Richard o atropelou.

A família de Richard optou trocar de advogado, e para fazer a defesa do jovem foi contratado José Roberto Rodrigues da Rosa, que atuou, por exemplo, nos casos Marielly, Dudu e da morte do vereador de Alcinópolis, Carlos Antônio Costa Carneiro. Ele foi contratado na terça-feira (31), já entrando com procuração para assumir a defesa.

Conforme José Roberto, a promotoria quer que Richard seja julgado por homicídio doloso, com condição de dolo eventual (quando se assume a possibilidade de matar alguém) e vá a júri popular.

Porém, após analisar o caso, o advogado alega que não há como provar o dolo eventual, pois não foi feito o exame de alcoolemia em Richard, sendo a suposta embriaguez dele apenas presumida em depoimentos. “As provas são frágeis e delicadas”, comenta José Roberto.

No próximo dia 13, às 8h30, já está marcada a audiência onde serão ouvidas as testemunhas de defesa. De acordo com o advogado de Richard, já há oito testemunhas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions