A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/10/2016 17:37

Prejuízo com furtos de energia já chega a R$ 55 milhões este ano em MS

Christiane Reis
Equipe da empresa em atuação. (Foto: Divulgação)Equipe da empresa em atuação. (Foto: Divulgação)

De janeiro a setembro deste ano, a Energisa, concessionária de energia elétrica de Mato Grosso do Sul, registrou 14.721 casos de furto de energia elétrica nos 74 municípios que atende. O prejuízo com o crime chega a R$ 55 milhões e, além disso, gera impactos na conta e perigo à população.

Em 2015, segundo informações da Energisa, o prejuízo ficou em cerca de R$ 70 milhões. Também de janeiro a setembro, 17.458 ocorrências de irregularidades. A empresa descobre os chamados 'gatos' por meio de um sistema de inteligência.

As ocorrências de irregularidades são relativas a fraude no medidor, desvio na fiação e ligações clandestinas, os chamados 'gatos'. Mas todas são consideradas furto de energia.

Nesta terça (04) e quarta-feira (05) foram dois casos registrados em Campo Grande. Ambos estão com o delegado Cláudio Zotto, da 7ª DP (Delegacia de Polícia), que não quis dar entrevista sobre o assunto.

O gerente do Departamento de Medição e Combate a Perdas da Energisa MS, Paulo Roberto dos Santos, lembra que esse tipo de conduta não compensa e impacta na composição de energia. “Vale ressaltar que as perdas comerciais envolvem furtos e fraudes, que além de serem crimes, geram impactos nas tarifas de clientes regulares. Hoje, 7% da composição da tarifa de energia elétrica é referente à perda. Além disso, os furtos por meio de ligações clandestinas também oferecem riscos à população, sobrecarregam e comprometem a confiabilidade da rede de distribuição de energia”, alertou.

Ele lembrou que a empresa tem sistema de inteligência que monitora o comportamento de consumo das unidades consumidoras. “O sistema monitora e direciona as equipes de fiscalização de campo para identificarem qualquer desvio ou irregularidade. Além disso, a empresa também realiza apontamentos de leituristas e possui diversos canais de denúncias”, disse Paulo Roberto dos Santos.

A concessionária também informou que as fraudes ocorrem em todas as classes sociais, sendo o maior número de registros nas famílias de menor renda, porém nas classes média e alta a quantidade de energia furtada acaba sendo maior, pois o consumo desses clientes também é maior.

Para os clientes de baixa renda, a concessionária oferece a alternativa do benefício da tarifa social, ms é preciso se enquadrar nos critérios estabelecidos pelo programa do governo. Para conhecer os critérios clique aqui.

Denúncias sobre irregularidades podem ser feitas por meio do Call Center 24 horas (0800 722 7272), Facebook, Twitter e site da empresa (www.energisa.com.br)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions