A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

20/05/2011 16:22

Cortes na Petrobras não preocupam Três Lagoas

Vanda Escalante

Empresas interessadas em disputar a construção da fábrica de fertilizantes começam a visitar o município na próxima semana

O anúncio da reformulação do plano de investimentos da Petrobras, feito na última segunda-feira (18) pela direção da empresa, gerou apreensão durante toda a semana. Para Mato Grosso do Sul, a questão central seria a possibilidade de que os cortes propostos pelo governo federal acabassem por comprometer a instalação da fábrica de fertilizantes nitrogenados em Três Lagoas.

Junto à Prefeitura de Três Lagoas, a situação é de tranqüilidade. A informação do gabinete da prefeita Márcia Moura (PMDB) é de que os cronogramas estão mantidos e não há previsão de alterações na agenda para início da instalação do canteiro de obras e construção da fábrica.

Também para a semana que vem está confirmada a visita a Três Lagoas do primeiro grupo empresarial interessado em apresentar proposta para participar do processo de licitação para construção da fábrica. A previsão é de que o canteiro de obras seja implantado em setembro deste ano.

Pelo projeto, a UFN (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) de Três Lagoas terá capacidade de produzir 1,2 milhão de toneladas de ureia e 761 toneladas de amônia por ano, e será a maior unidade de fertilizantes nitrogenados da América Latina. Hoje o Brasil importa 67% da ureia consumida no País.

O novo plano de investimentos da Petrobras deve ser anunciado na próxima semana, mantendo o volume de investimentos nos aproximadamente R$ 224 bilhões atuais ao invés de eleva-lo para perto dos R$ 270 bilhões como era previsto. O objetivo do governo ao determinar esse ajuste no plano é evitar que um demasiado aquecimento na economia provoque aumento da inflação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions