A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

29/07/2014 13:45

A importância da capacitação de educadores

Por Priscilla Maria Bonini Ribeiro (*)

Quando se fala em mudança nas políticas educacionais um assunto que sempre entra em pauta é a questão da valorização dos profissionais de educação. Valorizar não está ligado apenas à remuneração. Valorizar é dar condições para que os educadores tenham bagagem pedagógica que acompanhe as novas tecnologias.

Veja Mais
A Odisseia da Chape
Comunicação da qualidade dos alimentos

Os estudantes hoje têm acesso à informação de modo rápido e imediato. Muitos docentes precisaram se integrar com as novas maneiras de se comunicar com seus alunos e, sendo assim, precisaram se reciclar, se renovar, para acompanhar essas mudanças.

Os Planos Municipais e Estaduais de Educação precisam alinhar suas ações incluindo a capacitação de seus docentes com cursos, seminários, oficinas etc., com o intuito de garantir a melhoria da qualidade de ensino. São nesses encontros que a qualificação e a motivação dos professores, e de todos os demais integrantes da administração escolar, recebem a atenção redobrada por parte dos gestores municipais.

Ter uma equipe qualificada, bem preparada para enfrentar os desafios em sala de aula é fundamental para melhorar a relação de ensino-aprendizado. É um investimento importante que possibilitará a melhoria dos índices educacionais das escolas e, portanto, melhoria da qualidade de ensino para todos os nossos alunos.

Mas não podemos nos esquecer da importância que a formação nos cursos universitários tem em todo esse processo. É preciso que os futuros docentes recebam mais do que teoria. É preciso a prática em salas de aulas, atividades que estimulem à criatividade, à pesquisa e que insira esses novos docentes no contexto de ensino-aprendizado de modo mais prático e com muita orientação pedagógica.

O Brasil se preocupou em colocar as crianças, os adolescentes e os adultos, dentro da escola, mas não pode cruzar os braços e ignorar a necessidade de se rever a formação dos novos professores e, muito menos, deixar de capacitar os já formados.

A sociedade precisa cobrar dos governantes essa valorização que habilita o docente a estar sempre, continuamente, alinhado com as novidades tecnológicas que surge a cada momento. É preciso incentivá-los a aprender, a reaprender, a lutarem pela dignidade que a carreira merece. A capacitação dos docentes é essencial e precisa contar com o apoio das autoridades governamentais e, principalmente, da sociedade que precisar estar sempre de mãos dadas com as escolas.

Pensando nessa defasagem entre o que se aprendeu na faculdade e a realidade de uma sala de aula, o município de Guarujá realiza diversas capacitações para os professores e para as equipes que trabalham nas escolas e na Secretaria Municipal de Educação.

Desde 2009, realizamos o Simpósio de Educação, e em 2014, contamos com a participação brilhante do educador português Antônio Nóvoa que, com sua palestra, realizou mudanças importantes no pensamento de cada participante.
Todos os anos os profissionais de educação da rede municipal escolhem as temáticas que serão abordadas pelos palestrantes e para a realização das oficinas. A adesão dos professores da rede municipal de Guarujá, ano a ano, cresce e tanto o aproveitamento nas oficinas, como o resultado nas salas de aulas, são profícuos.

O apoio que a Secretária de Educação recebe da Prefeita Maria Antonieta de Brito é fundamental para que as capacitações sejam realizadas, ou para que membros das equipes gestoras das escolas possam fazer cursos fora de nosso município.

Como vemos a valorização dos professores é que irá garantir o sucesso de nossos alunos. É preciso sempre lembrar que educamos para a vida acadêmica, social e profissional. Educamos para formar cidadãos que serão o futuro de nosso país.

Precisamos, também, rever o currículo escolar para habilitar os nossos alunos a atingirem a cidadania plena que lhe é de direito: com aptidão profissional, direcionamento acadêmico e certeza de inclusão social. Precisamos urgentemente valorizar o magistério em todos os níveis educacionais, em todos os cantos de nosso país. Como educadores, somos responsáveis por aquilo que cada aluno será. A missão do educador pode ser árdua, mas também é gratificante.

(*) Priscilla Maria Bonini Ribeiro, secretária municipal de Educação de Guarujá, conselheira estadual de Educação de São Paulo e presidente da Undime-SP e Undime Sudeste

 

A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...
Comunicação da qualidade dos alimentos
É importante que as notícias do agro cheguem de maneira correta aos moradores dos grandes centros urbanos. A maioria destes consumidores de alimentos...
Ponte com o futuro
O agronegócio brasileiro é carta importante no jogo geopolítico mundial. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agri...
Tendências e atitudes
Professores e economistas como Simão Davi Silber, Ricardo Amorim, Zeina Latif, entre outros sinalizam melhoras na economia para os próximos anos. Enq...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions