A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

07/03/2015 19:41

A importância dos gestores de recursos humanos nos momentos de crise

Por Alessandra Vieira Martins (*)

Mesmo diante de um cenário pouco animador, a busca por melhores resultados se faz presente e necessária. Metas precisam ser cumpridas e projetos desenvolvidos ainda que com recursos limitados.

Veja Mais
Comércio exterior: o que esperar de 2017
Tédio é a falta de projeto

Para alcançar esses objetivos, muitos gestores de RH começam a perceber a necessidade de voltar os olhos para mudanças e adequações, afinal, nada é mais urgente no momento atual do que capacitar talentos, estimular a inovação e motivar cada membro da equipe.

Os gestores de RH são peças chave dentro das empresas, pois tem a importante missão de promover o engajamento dos funcionários e evitar que as incertezas contaminem a equipe. Para tanto, é preciso se comunicar de forma eficiente, construir boas relações e, acima de tudo, estar atento às necessidades individuais de cada membro da equipe.

Contudo, para manter essas características em momentos de crise, é imprescindível manter a calma e ter criatividade para realizar adaptações, buscar soluções alternativas para fazer com que os colaboradores da empresa mantenham-se motivados e, principalmente, cientes de tudo o que está acontecendo. Nesse momento uma boa comunicação interna vai colaborar para que os funcionários se envolvam e façam parte das mudanças de forma mais tranquila.

Em tempos de reduzir despesas e “apertar os cintos”, alguns custos são cortados quase a zero, como por exemplo, treinamentos e cursos. O gestor de RH dribla essa situação criando alternativas que permitem o crescimento e a valorização dos seus talentos, a fim de garantir aos colaboradores que todas as ações necessárias sejam tomadas para garantir a saúde da empresa e os empregos de todos.

São esses momentos que permitem que novos talentos sejam descobertos, pois nas horas mais difíceis as pessoas sentem necessidade de se reinventar e notam que tem habilidades que nem sabiam que tinham!

Temos que ter em mente que nem tudo está perdido e encarar esse momento como mais um desafio, tirando dele toda experiência e aprendizado que possa nos oferecer.

Os profissionais de Recursos Humanos tem papel de destaque nesse quadro e são determinantes nesse processo de mudanças e nova visão de trabalho, pois podem mostrar novos caminhos.

(*) Alessandra Vieira Martins é gestora de recursos humanos e gerente comercial na Perfil Humano RH, empresa especializada em recrutamento e seleção.

Comércio exterior: o que esperar de 2017
Apesar das tintas carregadas com que alguns analistas têm pintado o cenário para o Brasil em 2017, em razão da crise política entre o Congresso e o P...
Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions