A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

23/05/2014 09:00

A nossa elite, a elite deles e a corrupção

Por Ruy Sant’Anna (*)

Como alguém sabidamente sendo da elite pode jogar falação contra quem também pertença à elite? A diferença entre aqueles que tentam nivelar as elites por baixo e os que se honram com tal posição é que os primeiros constantemente estão em notícias com seus companheiros acusados pela Polícia Federal na contravenção da lei. Aliás, é desde o governo Lula e agora Dilma que o jornalismo inaugurou novo estilo de página. Antes cada assunto tinha uma página específica; política, economia, geral, social, comportamento, esporte, polícia; os temas tinham sua página específica. Hoje os assuntos policiais, os escândalos no governo, estão numa mistura só de páginas e a imprensa inaugurou essa fase que o povo quer apagar.

Veja Mais
Tédio é a falta de projeto
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?

Como Lula e Dilma podem teimar acintosamente ao se posicionarem contra a elite? Ora, essa teoria é sacana, pois só na cabeça pervertida deles e alguma seita religiosa é que o ser humano nasceu para ser pobre, humilhado, e infeliz.
Essa teoria que eles só querem para os outros, como um desígnio, é contra a vontade até de Deus que quer que todos possam viver com dignidade e riqueza. Sim, porque o dinheiro não é sujo como a faca não é assassina. A corrupção, a perversão está na cabeça das pessoas. Corrupção não é só apropriar-se do bem ou dinheiro públicos. Corrupção também está em se usar de falsos argumentos para tirar vantagem da miséria e sofrimento humano. Corrupto é também quem mente ou falseia a verdade para tirar proveito eleitoreiro.

Pior que isso, só a safadeza de querer manter pessoas nessa condição infame que os fazem acreditar na “bondade” de quem os escraviza sem lhes dar condições para viver do seu próprio trabalho e crescer na vida para alcançar as elites.
Sim, viver na elite é muito bom. Já vivi parte do esplendor da média, média alta elite. Por meu esforço, sacrifício e competência. O povo não é medíocre nem bobo; por enquanto está tolerando... Eu ainda não consegui chegar à elite financeira, mas pelo menos da elite intelectual não abro mão. Estou aqui até quando Deus quiser e eu agüentar, mas confio que Ele me manterá porque faço a minha parte e N’Ele confio.

Embrulha-me o estômago essa idéia sacana de exploração humana que destorce a realidade. É da natureza da mulher e do homem o crescimento em todos os sentidos para conseguir saúde, educação, segurança, mobilidade, casa própria, manter a dignidade etc. Tudo isso e muito mais conseguimos pelo esforço e mérito de cada um dos brasileiros porque o governo não nos devolve o que pagamos em impostos. O uso indevido do bem e dinheiro público é corrupção, todo mundo sabe; mas também a promessa não cumprida ou em pedaço, assim como “inaugurar” promessas é igualmente corrupção.

Gente, até o programa do tão falado “Minha Casa Minha Vida” do governo federal só está aí graças ao dinheiro subtraído pelo mesmo governo que desce o cacete nas elites, na qual eles Lula e Dilma estão inclusos... Ora, o dinheiro para tais obras saem do FGTS dos trabalhadores. E o pior é que além do dinheiro que está nesse programa ser dos trabalhadores, quando estes precisam das casas têm que pagar juros subsidiados pelos próprios trabalhadores. E o governo federal ainda obriga que tanto o município quanto o estado exibam ao lado do terreno do projeto: “Esta obra (dinheiro, verba) é “subsidiada pelo governo federal”. Tudo tem que estar escrito em letras e placas bem visíveis.

E os governos estaduais e municipais ainda têm que se sujeitar a esse abuso institucional, porque se não o governo federal não libera o dinheiro dos trabalhadores para os próprios trabalhadores. Além de que, se algum governo estadual ou municipal tentar quebrar essa regra vai para o banco de reserva: ou seja, vai receber muita promessa, fotos e vídeos com apertos de mão, sorrisos e abraços comprometedores eleitoralmente, até com anúncio de liberação de verba, mas a cor do dinheiro... è igual galo, todo mundo sabe que tem, mas ninguém vê.

Olha, aqui está uma “pontica” do que o povo agüenta e ainda tem que reverenciar a quem? À elite que não produz que está dentro ou próxima ao governo federal. Assim, a elite de Lula e Dilma não se sente culpada, mas quer que o povo viva constrangido, apequenado se quiser algumas melhorias. Mas, segundo Lula e Dilma a elite é tal qual coisa feia ou demoníaca. Por isso eles falam tão mal das elites. Mas, o povo mesmo assim luta para conseguir chegar e se manter na elite honrada.

Paro por aqui amigas e amigos com forte e gostoso abraço sincero de quem já provou e sabe como é bom estar na elite que luta por si e pela sua Pátria, sem patriotada eleitoreira, nem corrupção. E sem saudosismo. Beijos e o meu bom dia, o meu bom pra vocês.

(*) Ruy Sant’Anna, jornalista e advogado

Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions