A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

28/08/2013 14:05

A revolução digital do El País e as experiências locais

Por Gerson Luiz Martins (*)

O jornal espanhol El País é, de acordo com os institutos de pesquisa, comunidade científica e mercado da mídia, um dos jornais de referência no mundo. Como a maioria dos jornais europeus, tem formato tablóide, diferente do padrão brasileiro que é maior e tem formato standart. Para se comparar, o formato tablóide é o mesmo usado pelo jornal Zero Hora de Porto Alegre ou Diário Catarinense de Florianópolis.

Veja Mais
A Odisseia da Chape
Comunicação da qualidade dos alimentos

Em Campo Grande, os maiores jornais usam o formato standart. O jornal El País, como a maioria dos jornais no mundo, sofre, a cada ano, uma queda de tiragem, do número de exemplares impressos por causa da diminuição da demanda entre os leitores. A concorrência com a internet provoca, em todo mundo, este fenomeno. No geral, as empresas jornalísticas precisam, urgentemente, se adequar ao novo padrão de consumo de informações, de notícias e aliar a mídia impressa com a mídia eletrônica.

O desafio é grande. Ninguém, nenhuma empresa jornalística, por enquanto, tem a receita para equacionar esta questão. Se investem forte na mídia eletrônica, os resultados não são imediatos, a inversão publicitária é lenta, embora, se houver um bom produto, a audiência seja alta. Se investem na mídia impressa, os custos são altos, pois papel e sistema de impressão estão cada vez mais caros.

E, de outro lado, pesa a tradição do jornal impresso que precisa estar disponível nas principais salas de visitas do universo político, comercial e de serviços. No caso de Campo Grande, em especial, as edições, ou melhor as páginas de internet dos principais jornais são precárias, nos estudos de ciberjornalismo se pode afirmar que estão na primeira fase, na pré-história, muito tem que ser melhorado.

O jornal El País promoveu essa revolução e obteve sucesso. O trabalho foi realizado sob a coordenação do jornalista especializado em tecnologia e expert na administração dos recursos digitais, Gumersindo Lafuente, um dos conferencistas do 4º Simpósio de Ciberjornalismo, que acontece na UFMS entre os dias 28 e 30 de agosto de 2013.

A experiência de Lafuente é rica e pode indicar os caminhos para que as empresas jornalísticas locais e regionais tenham informações sobre as possibilidades para sair da angústia sobre o futuro do jornal impresso em Campo Grande e no estado.

Não se pode afirmar que o El País de hoje seja um exemplo do sucesso, mas, sem qualquer dúvida, não fosse o trabalho realizado por Lafuente o jornal estaria entre aqueles que agonizam, com uma dívida impagavel e com um staff administrativo, técnico e jornalístico minimamente alocado.

A reforma tecnológica, gráfica, de procedimentos, administrativa realizada no El País confirma o caminho mais adequado para o enfrentamento dos desafios de fazer jornalismo no século 21. O jornal continua a ser respeitado como um dos mais influentes periódicos no mundo.

É preciso que as empresas jornalísticas considerem prioridade a inserção no mundo digital, que saibam aliar as versões impressas e eletrônicas para que se consolidem como empresas, como produtoras de conteúdo e como difusores de informação, vital para a sociedade que se comunica, a cada instante, pelas redes sociais. Enquanto os maiores empresários do jornalismo discutem e buscam opções para manter suas atividades e obter sucesso, aqui o debate é meramente político e baixissimo investimento na qualidade técnica e tecnológica.

É! Há muito que aprender no Simpósio de Ciberjornalismo. Expectativa é a de que profissionais, estudantes, pesquisadores e empresário se senbilizem para isso.

(*) Gerson Luiz Martins é jornalista. 

A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...
Comunicação da qualidade dos alimentos
É importante que as notícias do agro cheguem de maneira correta aos moradores dos grandes centros urbanos. A maioria destes consumidores de alimentos...
Ponte com o futuro
O agronegócio brasileiro é carta importante no jogo geopolítico mundial. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agri...
Tendências e atitudes
Professores e economistas como Simão Davi Silber, Ricardo Amorim, Zeina Latif, entre outros sinalizam melhoras na economia para os próximos anos. Enq...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions