A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

06/09/2012 17:50

Aprendizado para toda a vida, por Sérgio Longen

Por Sérgio Longen (*)

Quando ao término da primeira reunião que fizemos com lideranças comunitárias e moradores no bairro Dom Antônio Barbosa, no dia 23 de fevereiro do ano passado, preparando o lançamento do Programa Ação Fiems, foi possível perceber que este era um novo caminho para qualificar mão de obra para a indústria.

Passados 1 ano e 5 meses, o Programa já está atendendo 135 bairros. É, sem dúvida, uma iniciativa diferenciada porque, na essência, o Ação Fiems só funciona se contar com a adesão das respectivas Associações de Moradores e o envolvimento efetivo da comunidade. É inédito porque conseguimos retirar o Senai da sua sede e levá-lo para os bairros mais necessitados sem precisar de estrutura física própria. Usamos, em quase todos os locais, a própria sede da Associação de Moradores para realizar os cursos.

É certo que promovemos algumas adaptações, principalmente, na rede de energia e pequenas obras nas salas, mas a adesão das pessoas em número cada vez maior nos motiva a buscar apoios para aumentar os bairros atendidos e os cursos oferecidos. Até o fim deste ano, vamos levar 20 cursos do Senai , além de 2 cursos de inclusão digital e serviços do Sesi.

É um modelo que aproxima o Senai, com seus cursos gratuitos, de uma parcela da população que dificilmente teria condições de se deslocar até a sede na área central e, mais ainda, pagar para frequentá-los. Ao mesmo tempo em que atendemos demanda da indústria por mão de obra qualificada, executamos uma ação de inserção destas pessoas na sociedade economicamente ativa. Muitos dos formandos já estão trabalhando, até porque mantemos um serviço que faz o encaminhamento deles até o RH das indústrias.

O Ação Fiems é capaz de transformar porque, na sua base, estão dois fortes aliados: os líderes comunitários e o Sistema Fiems. De um lado, as lideranças mobilizam, divulgam e acompanham todo o trabalho desenvolvido na sua respectiva região. E de outro, as equipes de Sesi e Senai articulam a programação, montam as grades e formatam as turmas. Estamos enfrentado com obstinação o desafio de amenizar um dos grandes gargalos da produtividade e competitividade, que é a falta de qualificação profissional.

Descentralizar nossas ações e encontrar respaldo junto às pessoas que mais necessitam do nosso apoio é algo que faz muita diferença. Nossa integração com as comunidades tornou-se um compromisso do qual não podemos mais nos afastar. O envolvimento destas comunidades é verdadeiramente humano.

Desde aquele primeiro encontro, muitas reuniões já aconteceram. Abrimos muitas outras frentes, conhecemos novas realidades e entendemos que nossa ação é fundamental para que estas pessoas possam melhorar de vida com trabalho. Gente de todas as idades que demonstra gratidão no olhar, no gesto amigo, no sorriso de felicidade plena.

Ao promover a entrega de certificados para mais 411 formandos, no fim do mês passado, aproveitamos para realizar um grande encontro entre os formados nas várias turmas, desde o ano passado, o pessoal que está cursando e as lideranças comunitárias. Foi uma bela manifestação de cidadania, uma festa de confraternização que mostrou a força que este Programa ganhou entre as comunidades da nossa cidade.

Mais de 3.000 pessoas atenderam nosso convite e lotaram o Centro de Convenções e Exposições Albano Franco.

O esforço que envolve um Programa que promove tantas possibilidades, seja aos alunos, aos instrutores, às lideranças e a nós do Sistema Fiems, é uma evidência de todo o potencial transformador que traz na sua essência.

Qualificar as pessoas é mais do que ensinar o manejo com máquinas e equipamentos. É mostrar a cada uma delas que o aprendizado que ali está sendo ofertado é resultado da crença e da certeza de que o ser humano é capaz de mudar sua história.

Um novo mundo é sempre possível.

(*) Sérgio Longen é empresário do setor de alimentos e presidente da Fiems – Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul

Novos pobres
Haverá, só neste ano, mais 3,6 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza. É impossível (para quem ainda consegue estar saudável dentr...
Conselhos de Gurdjieff para sua filha – II
Para quem não leu o artigo anterior, aqui vai uma breve apresentação: George Ivanovich Gurdjieff foi um místico e mestre espiritual armênio que viveu...
Uber e o vínculo de emprego com o motorista parceiro
A integração das novas tecnologias no cotidiano e nas relações trabalhistas tem criado novos litígios. A Uber, desde seu início, tem instigado intens...
Tudo é marketing
Segundo Luciano Modesto, da Agência Sete, o marketing está em tudo na empresa. Afinal, marketing não é apenas o desenvolvimento de marcas e produção ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions