A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

08/08/2014 09:30

Dia dos pais. Pedaços de existência

Por Ruy Sant’Anna (*)

Pai, neste Dia dos Pais, eu gostaria de estar perto de você, sentindo sua presença calorosa, mas sei que só posso fazer isso em pensamento e prece de agradecimento pelos bons e dignos exemplos que deu para mim e minha irmã.
Enquanto vivo e ao ter compreensão da vida, senti o verdadeiro valor de ter um pai, um herói, cheio de garra que tinha no coração um glorioso troféu: o da vitória de ter criado seus filhos ao lado de nossa mãe.

Veja Mais
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas

Neste dia destinado a você pai, quero lhe dizer que sua ausência serve somente para aumentar o amor e a admiração que sinto por você, meu querido.

Eu agradeço pai, pelos abraços, risos, alegrias e momentos especiais, a cada dia e também pela sua sisudez que nos levava a querer adivinhar o que sentia... Por todas as maneiras com que você demonstrou o quanto amava e se importava com sua esposa e filhos. Por sua paciência e humor contido, mas quando se abria nos alegrava e mostrava o quanto era melhor.

Obrigado, pai pelas noites em claro quando o dinheiro não deu e mesmo assim, não nos abandonou encontrando em nossa mãe o apoio que precisava.

Obrigado, pai porque me castigou quando eu estava errado e por tentar me mostrar o caminho da verdade com seus exemplos positivos.

Este homem é o exemplo que admiro tanto, com todas as suas virtudes e também com seus limites.

Dono do ombro verdadeiramente amigo. Pai que não dizia “faça isto” ou “faça aquilo”, mas sim “tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe”. Repetia: “faca o que gosta e goste do que faça”.

Ele se entregou à obra que realizou e sorriu sereno, por tudo haver feito para deixar seus bons ensinamentos e nos garantir a dignidade de vivermos em paz com nossa consciência, amor à pátria, respeito e afeto às pessoas que nos rodeiam, como às instituições colunas básicas da democracia. Tenho certeza que onde quer que esteja seu espírito de bom homem, que nunca se dobrou aos abusos autoritários, está em paz na Glória de Deus, ao lado de minhas amadas mãe e irmã.

Por tudo o que representou e é exemplo em minha passagem por este mundo lhe sou profunda e eternamente agradecido meu querido pai. Esteja em paz porque eu sigo cumprindo seus ensinamentos.

Assim, minhas queridas e queridos amigos lhes desejo excelente comemoração pelo Dia dos Pais, agasalhados ou não pelas suas presenças físicas. Na presença, lhes dê gostoso abraço afetuoso e beijo de gratidão. Se não, sintam-se aquecidos nas saudades tranqüilas. Recebam o meu bom dia, o meu bom dia pra vocês.

(*) Ruy Sant’Anna, jornalista e advogado

Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...
Educação e o futuro da alimentação
Educação deve colaborar na preparação de todos para o pleno exercício da cidadania e, especialmente, formar os jovens para uma vida profissional que ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions