A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

19/12/2012 11:57

Dicas para avaliar sua empresa e fazê-la decolar em 2013

Marta Ferreira

Como está a sua relação com o sócio? Como fluem as decisões entre vocês?

Veja Mais
Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
A aviação e suas regras

Qual o nível de satisfação com os resultados da empresa? Enfim, qual a sinergia que está sendo gerada?

Parece incrível, mas a maioria dos sócios gestores de empresas não pensa nas questões acima e, consequentemente, não saberia respondê-las.

Isto se deve ao fato de que a relação societária não é administrada com a mesma importância com que são as operações da empresa.

Afinal, todos têm a certeza de que o resultado econômico financeiro depende da qualidade das operações. Entretanto, se esquecem - ou desconhecem - do fato de que a qualidade das operações depende, e muito, da qualidade e rapidez das decisões dos sócios gestores.

Sinergia

Qual o seu perfil e o do seu sócio?

Quais são as expectativas em relação à empresa?

A complementariedade entre sócios gestores é a principal fonte de coesão. Uma sociedade só se justifica se o resultado do trabalho conjunto entre os sócios for muito melhor do que a soma das competências individuais.

Isto se chama sinergia, que pode originar-se da complementariedade técnica (um sócio expert financeiro e outro especialista em vendas, por exemplo) ou mesmo do estilo pessoal, quando ocorre um equilíbrio natural entre um sócio arrojado e outro sócio conservador.

Dedicação e divisão de poderes

As regras para funcionamento da sociedade estão claras e formalizadas?

Quais as rotinas entre vocês para discussão dos assuntos relacionados à sociedade?

E em relação aos assuntos do dia a dia?

Além da importância natural dos sócios terem um tempo reservado na agenda para discussão dos assuntos da empresa e de relacionamento, é imprescindível que os critérios de decisão e a divisão de poder estejam devidamente negociados, definidos e formalizados.

Os sócios devem ter consciência de que alguns assuntos são para reunião de sócios e outros para reunião entre diretores, mesmo que as pessoas sejam as mesmas. Os assuntos e definições não devem se misturar.

Respondendo as perguntas deste artigo e levando a sério estes pontos levantados, você tem tudo para fazer sua empresa deslanchar em 2013. Boa sorte!

* José Carlos Ignácio é sócio-fundador da JCI Acquistion, formado em Administração de Empresas e possui MBA e Pós Graduação. É também palestrante e já participou de processos de Fusão e Aquisição e de Relacionamento de Sócios em diversas organizações nacionais e multinacionais. 

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions