A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

09/04/2012 14:31

Economia e sustentabilidade no uso de computadores

Por Luiz Oliveira (*)

Em empresas de todos os portes, e também no ambiente doméstico, é muito comum que os usuários de computador se ausentem desse equipamento sem desligá-lo. Junto a ele, diversos equipamentos como estabilizadores, roteadores, impressoras e nobreaks permanecem sem uso, ainda que conectados durante horas a fio.

Veja Mais
Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
A aviação e suas regras

Sei que em um primeiro momento essa atitude pode parecer insignificante, mas após uma análise cuidadosa passam a ser perceptíveis os seus prejuízos. Estes seguem pela contramão das tendências que prezam pela economia e sustentabilidade no uso das soluções tecnológicas.

Acredito que a origem desse hábito seja a falta de conscientização sobre o assunto como um todo, além da ausência de uma clara política de sustentabilidade na maioria das empresas. Porém, é preciso que o consumidor entenda que, mesmo em stand-by, esses aparelhos gastam energia significativa ao longo dos anos.

Para entendermos melhor esse raciocínio, segue o seguinte exemplo: se considerarmos o desligamento de três equipamentos com potência de 300W em uma jornada de 9 horas de trabalho, é possível economizar cerca de 405KW, o que corresponde a aproximadamente R$ 117,45.

Em uma empresa, esse dinheiro pode ser revertido em benefícios para os funcionários, como premiações, além de campanhas de vendas e marketing. Ou seja, ações de baixo investimento, mas que geram resultados significativos. Existe ainda a possibilidade de se conseguir algum desconto na conta de luz, caso não se ultrapasse determinada quantidade de KW.

Já no ambiente doméstico, de acordo com dados da Eletrobras, a quantidade de energia descrita é o suficiente para o funcionamento de mais de 400 horas de um ferro elétrico, 600 para uma cafeteira e 800 para uma máquina de lavar roupas.

Além da disciplina no desligamento desses equipamentos, o consumidor brasileiro também pode contar com outros artifícios. Hoje, já existem produtos no mercado criados com a finalidade de reduzir custos com energia. Um exemplo são os roteadores equipados com botões que permitem o desligamento da rede Wi-Fi, enquanto sua função de fornecimento de internet continua ativa para os computadores conectados. Há ainda alternativas como o uso de aparelhos mais econômicos e estéticos, como monitor de LCD ao invés do antigo CRT, além da possibilidade de instalação de sensores de presença, que auxiliam no desligamento das luzes.

* Luiz Oliveira é diretor de SMB da Netgear do Brasil, multinacional especializada em soluções de conectividade

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions