A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/03/2014 11:15

Estágio no primeiro ano

Por Luiz Gonzaga Bertelli (*)

Após a popular festa do carnaval, em que milhões de pessoas vão às ruas, parques e clubes celebrar a alegria, a vida volta aos poucos ao seu ritmo normal. Nas grandes cidades o trânsito piora, o transporte público tende a ficar mais concorrido e o comércio e as rodas de negócios ganham novo impulso. O ano letivo também volta com todo o gás nas escolas e universidades. Para o estudante recém-saído do ensino médio, que debuta na graduação, um mundo novo o espera. Depois de passar pelo crivo dos exames vestibulares, chega a hora de enfrentar outros desafios. Novos colegas, novos professores, novas matérias. Um ambiente completamente diferente. Além de inéditos conteúdos, o estudante do primeiro semestre também está apto a procurar uma vaga de estágio. Pode até parecer prematuro, mas o aluno que consegue um estágio logo no primeiro ano, seja no ensino médio, seja na graduação, já sai largando na frente da concorrência para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho.

Veja Mais
Tédio é a falta de projeto
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?

Hoje, muitos jovens que buscam uma vaga na profissão escolhida ainda não possuem experiência, o que dificulta a aprovação nos processos seletivos. Quem tiver um estágio na área já está capacitado, conhece mais a dinâmica da própria carreira, entende melhor o que as empresas buscam do novo profissional e, com certeza, tem muito mais o que dizer e mostrar em uma entrevista de trabalho.

Além disso, o estágio hoje é um importante instrumento para a manutenção do próprio aluno na universidade. Com os valores da bolsa-auxílio, obrigatória pela Lei do Estágio vigente, o estudante tem a oportunidade de realizar seus treinamentos práticos na empresa e ainda financiar seus estudos e mesmo ajudar no orçamento familiar. Pesquisas apontam que o estudante que faz estágio melhora seu desempenho nas matérias curriculares e possui grande chance de ser efetivado no final do contrato. Mesmo para aqueles que não são contratados, ganham pontos importantes em processos seletivos posteriores. Para obter um estágio pelo CIEE basta fazer o cadastro gratuito no portal www.ciee.org.br, se inscrever nas seleções abertas ou aguardar vagas com o seu perfil.

(*) Luiz Gonzaga Bertelli é presidente executivo do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), da Academia Paulista de História (APH) e diretor da Fiesp.

Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions