A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

05/08/2013 09:12

Jornalismo como conhecimento e cultura

Gerson Luiz Martins (*)

A atividade jornalística é um bem comum da sociedade. Por meio do jornalismo as pessoas recebem informações e é uma forma de conhecimento. Muitas pessoas conhecem, no sentido de saber, tem informações sobre vários países, várias culturas, tem noções de economia, de hábitos de higiene e saúde e muitas outras coisas. Isso se traduz na cultura e nos hábitos de um povo, que também pode ser conhecida por meio do jornalismo, como conhecemos o significado das histórias sobre o profeta Maomé pelas manifestações do povo muçulmano. Jornalismo cultural não trata especificamente desse universo.

Veja Mais
Elementos da teoria da decisão
O diálogo inter-religioso

No entendimento comum, jornalismo cultural diz respeito aos aspectos da cultura de um povo, suas manifestações folclóricas, sua música, sua literatura, sua arte. Essas informações, esse conhecimento é fundamental para entendermos as razões e a lógica de cada povo, de cada nação. Esses conceitos são pequenos elementos para o entendimento da importância da atividade jornalística e que somente a formação universitária pode proporcionar e qualificar. Além disso, mesmo o processamento das informações, ou seja, a produção da informação, que compreende a apuração, investigação, edição, publicação e distribuição é um sistema complexo que exige um conhecimento amplo em sociologia, filosofia, história, geografia, economia e muitas outras áreas.

Num mundo globalizado e complexo, a formação dos profissionais no âmbito da graduação universitária não é mais suficiente. Em qualquer área profissional, a sociedade exige uma pessoa qualificada e que possa atender suas demandas, no caso do jornalismo, as demandas da informação. E como a sociedade é multifacetada, complexa e desnivelada - há compreensões diferentes -, o profissional do jornalismo deve conhecer e trabalhar em diversas linguagens, para que o resultado do seu trabalho possa ser compreensível, inteligível, interpretado e sobretudo contribua para a ampliação e qualificação do conhecimento das pessoas.

O profissional do jornalismo não pode mais ficar apenas com a formação universitária. A formação universitária em Jornalismo é condição básica para o desempenho profissional adequado. O curso de Jornalismo fornece instrumental básico para o desempenho profissional. Assim como em outras áreas profissionais, para um adequado exercício profissional, há que se aprimorar mais e melhor. A sociedade exige dele um aprimoramento, uma especialização em certos casos, um aprofundamento no conhecimento do processo de produção da notícia. A cultura social é complexa e se torna mais complexa a cada dia. O advento das mídias alternativas e multimidiáticas fornecem uma base muito ampla de informações para as pessoas. Mesmo nos mais recônditos do país todos conhecem as crises entre judeus e palestinos, os escândalos do governo federal.

É imperativo que o profissional que atue no processamento da informação e, portanto, do conhecimento não se limite a uma formação universitária. É necessário um aprofundamento dos conhecimentos adquiridos. Hoje é muito comum, em todas as áreas do conhecimento, a oferta de cursos, em nível de pós-graduação, de especialização. Para tratar e conhecer a complexidade cultural, por exemplo, o jornalista pode se especializar em jornalismo cultural. Há vários cursos nessa modalidade. O que não pode acontecer é tratar a produção da informação, a atividade jornalística, portanto, de forma amadora, experimental, no mais autêntico “achismo”. Aos jornalistas, isso não nos é permitido mais!

Importante ressalvar, ao leitor, que há cursos de pós-graduação, os chamados cursos de especialização em diversos setores do Jornalismo, como jornalismo esportivo, jornalismo econômico, jornalismo cultural, jornalismo político, jornalismo e saúde pública, entre tantos outros. Em outras palavras, o fato de se garantir a exigência da formação universitária especifica em jornalismo, a exigência do diploma, não é suficiente para garantir um jornalismo de qualidade. É importante uma qualificação mais aprimorada, se se pode expressar desta forma. Qualificação que deve ser incentiva e promovida pelas empresas de mídia. Os convênios e protocolos de relacionamento entre as empresas e as universidade não podem ficar limitados aos estágios supervisionados, devem ser implementados e gerar cursos de especialização, como muito bem fazer as empresas e escolas de jornalismo nos Estados Unidos.

E para que todo esse investimento, todo esse trabalho? Para que a sociedade tenha um jornalismo que a auxilie, não somente a ficar informada, mas, principalmente, na construção do conhecimento. E isso só acontece com um jornalismo de qualidade.

(*) Gerson Luiz Martins, jornalista e pesquisador do PPGCOM e CIBERJOR/UFMS
www.ciberjornalismo.net.br

Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...
O diálogo inter-religioso
Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo co...
Embarque comprometido
O Brasil está entre os cinco melhores mercados de aviação doméstica, mas há quase dois anos vem perdendo demanda por conta do cenário econômico. Só e...
Travessia sustentável
O Relatório Anual do FMI (Fundo Monetário Internacional), sobre a situação econômica de seus países-membros, saiu em novembro do ano passado e projet...



Parabenizo o Prof. Gerson Martins pela excelência do conteúdo publicado. Concordo que nos tempos em que a globalização se faz presente a cada momento da nossa existência,o profissional do Jornalismo precisa estar consciente da sua importância e necessidade de compreensões intensas no que se se refere a comportamento humano, condições sócio-econômica, enfim....conhecimentos gerais que o faça ter discernimento e sabedoria para divulgar os fatos e contar a história utilizando a veracidade e fidedignidade necessárias.
 
Nosimar Ferreira dos Santos Rosa em 05/08/2013 11:19:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions