A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

09/11/2015 14:11

O colibri

Por Heitor Freire (*)

O colibri é o símbolo do corretor de imóveis. Comecei a pesquisar a respeito desse tema para escrever este artigo e fiquei impressionado com a riqueza de significados que ele simboliza.

A escolha se justifica porque na fauna alada brasileira o colibri é o pássaro que, na luta pela sobrevivência, mais se assemelha à luta do Corretor de Imóveis.

O Colibri "Glausis Hirsuta" foi escolhido pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis, como consta na Resolução COFECI n.º 126/81, em reunião plenária em Porto Alegre em 1981, o pássaro-símbolo da categoria profissional, por recomendação do renomado cientista Augusto Ruschi.

Exaltado como o "Patrono da Ecologia do Brasil", título concedido pelo Congresso Nacional em 1994 e assinado pelo Presidente Itamar Franco, Dr. Augusto Ruschi é, provavelmente, o maior naturalista da América do Sul, o mais célebre e maior pesquisador e especialista do mundo em beija-flores , o nome mais popular pelo qual são conhecidos os colibris.

O Corretor de Imóveis como agente intermediário na compra e venda de imóveis assemelha-se ao colibri que é, por excelência, um intermediário entre as duas fases de um processo de enriquecimento da natureza, isto é, a transformação da flor em fruto pela polinização realizada em grande parte pelo pássaro em sua visitação constante à procura do néctar.

Neste aspecto também se observa outra semelhança: ao voar em torno de cada flor, o colibri não invade a corola, nem pousa sobre as pétalas, mantendo-se fora e retirando de cada flor apenas o necessário.

É uma ave que tem um simbolismo muito rico em componentes místicos, misteriosos e esotéricos. As civilizações indígenas sempre tiveram um grande respeito por esta ave emblemática.

Ela leva em seu simbolismo um poderoso significado espiritual: representa a ressurreição.

Para os ameríndios, o beija-flor simboliza a beleza, a harmonia, a verdade e a força.

Os índios hopis, do Arizona, por sua vez, consideram o beija-flor um herói que salva a humanidade da fome, relacionando-o com o deus da germinação e do crescimento.

Os astecas acreditavam que as almas dos guerreiros que morriam retornavam à terra sob a forma de beija-flor ou borboleta.
O amor puro, a cura e a sorte, por sua vez, são simbologias pertencentes ao beija-flor no xamanismo.
Os indígenas deram nomes muito sugestivos para os beija-flores, e descreviam com perfeição esses pássaros encantadores:

- para os índios caraíbas, eles eram os “colibris”, que significa “área resplandecente”;

- os tupis os batizaram de “guainumbis”, ou seja, “pássaros cintilantes”;

- já para os índios guaranis, os beija-flores eram os “mainumbis”, isto é, “aqueles que encantam, junto à flor, com sua luz e esplendor”.

O colibri ensina a independência, a luta que não causa dano a ninguém. O bater constante de suas asas é um símbolo do infinito, da eternidade e da continuidade. Ao observar os colibris constatamos que eles são aparentemente incansáveis. Sempre buscando, sem cessar, o néctar mais doce, o que nos lembra que devemos buscar o melhor da vida e a beleza de cada dia.

O exemplo do colibri nos inspira a persistir na busca de nossos sonhos, e a vitalidade dessa ave tão pequenina nos desperta um sentimento de vigor e de abundância, que é o oposto da estagnação e escassez em nossas vidas.

O beija-flor simboliza também a inteligência e a alegria. Sua missão é distribuir alegria. E ele nos mostra que sabe usar a inteligência e a astúcia em vez da força física.

Os colibris são as únicas aves que conseguem ficar literalmente paradas no ar, decolar e aterrissar verticalmente, e até dar marcha à ré em pleno voo, situações que muitas vezes vivemos em nossos negócios: saber o momento de recuar para não perder uma venda.

Dizem que Igor Sirkorski, o inventor do helicóptero, baseou suas ideias na observação contínua do voo dos beija-flores. No entanto, o helicóptero não pode voar de cabeça para baixo. Os beija-flores podem.

O que observamos em toda essa simbologia é a mais perfeita imagem da prática profissional dos Corretores de Imóveis com todo o seu significado e romantismo. Realmente somos como o colibri.

(*) Heitor Freire, corretor de imóveis e advogado

Sobre o mercado e o governo
O homem primitivo acordava de manhã, saía para coletar frutas, abater animais e pescar peixes, e assim ele se alimentava. Ao fim do dia, cobria-se co...
Logística reversa: pensamento sustentável pelas gerações futuras
Incertezas são o que mais temos, porém ideias norteadoras e essenciais para a construção de um futuro mais sustentável já existem. Não podemos ignora...
Quando, também na escola, se dialoga sobre as religiões
Temos percebido uma crescente preocupação acerca do papel social da escola e da educação que acontece neste espaçotempo. Numa perspectiva de sociedad...
19 anos de Código de Trânsito Brasileiro
No dia 22/01/17, o atual Código de Trânsito Brasileiro completa 19 anos de vigência. Após 31 Leis que o alteraram, com o complemento de 655 Resoluçõe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions