A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

28/04/2014 09:51

O marco civil da internet e os direitos dos usuários

Por Patrícia Queiroz (*)

Após diversos estudos, pareceres, análises dos textos com a participação dos melhores profissionais da área, a lei 12.965, de 23 de abril de 2014, publicada em 24 de abril, entrará em vigor no prazo de sessenta dias. Ela estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da internet no Brasil, com objetivo de promover e assegurar o direito de acesso a todos.

No próprio texto, também serão levados em conta a natureza da internet, seus usos e costumes particulares e sua importância para a promoção do desenvolvimento humano, econômico, social e cultural. Os temas mais comentados foram a liberdade de expressão, a neutralidade, a responsabilidade pelo conteúdo postado, guarda de registros e a atuação do poder público.

Na liberdade de expressão, o usuário poderá utilizar a internet e se comunicar na forma que a lei determinar, sem ignorar os termos da Constituição Federal. Assim, em caso de material publicado sem a autorização, o texto da lei assegura as responsabilidades consequentes, bem como os cuidados necessários para não violar a vida privada. Dessa forma, o usuário deverá ficar mais atento às responsabilidades consequentes do material que pretende publicar com ou sem autorização.

O capitulo II da referida lei, que trata “Dos Direitos e Garantias dos Usuários”, determina que o acesso à internet é essencial ao exercício da cidadania, e ao usuário são assegurados alguns direitos relativos à inviolabilidade da intimidade e da vida privada. No mesmo entendimento, revela o direito às informações claras e completas em contratos de prestação de serviços, bem como das práticas de gerenciamento da rede que possam afetar sua qualidade e, inclusive quanto ao fornecimento a terceiros de seus dados pessoais.

Sobre a neutralidade, o responsável pela transmissão tem o dever de não discriminar os pacotes de internet, salvo em casos de requisitos técnicos indispensáveis à prestação adequada dos serviços e aplicações, bem como em casos de emergência, conforme o artigo 9° expressa. :

Já no que diz respeito às questões da proteção aos registros, aos dados pessoais e às comunicações privadas, em artigos 10, 11 e 12, os provedores de conexão deverão ter a boa guarda de dados, garantindo a disponibilidade mediante a ordem judicial. Não a cumprindo, ficará em risco de sofrer sanções como advertência, com indicação de prazo para adoção de medidas corretivas; multa de até dez por cento do faturamento do grupo econômico no Brasil no seu ultimo exercício, seguindo a restrição tributária, as considerações econômicas do infrator e o principio da proporcionalidade; suspensão temporária das atividades ou proibição destas. Contudo, ainda expressa em parágrafo único, as multas quanto às empresas estrangeiras, visto a responsabilidade solidária em casos de sua filial, sucursal, escritório ou estabelecimento no país.

Outro tópico em destaque no marco civil é a guarda de registros que deverá ser no prazo de um ano (em casos de provisão de conexão à internet, podendo mudar o prazo por pedido de autoridade policial ou administrativa ou o Ministério Público, art. 13) ou seis meses (provedor de aplicações, art. 15).

Para completar, não poderia deixar de mencionar que a atuação do poder Público deverá estabelecer mecanismos de governança multiparticipativa, transparente, colaborativa e democrática, entre outras participações configuradas nos incisos do artigo 24 da lei em questão.

Enfim, aguardaremos algumas medidas que deverão estimular a expansão e o uso da rede, visando a reduzir as desigualdades e fomentar a produção e circulação de conteúdo nacional (Art. 27).

(*) Patrícia Queiroz é professora de Direito da Faculdade Mackenzie Rio.

A força da mulher no campo
Em rotina de propriedade leiteira a mulher tem se destacado em alguns setores, ordenha e cuidados de bezerros já são áreas, na produção leiteira, que...
Sobre o mercado e o governo
O homem primitivo acordava de manhã, saía para coletar frutas, abater animais e pescar peixes, e assim ele se alimentava. Ao fim do dia, cobria-se co...
Logística reversa: pensamento sustentável pelas gerações futuras
Incertezas são o que mais temos, porém ideias norteadoras e essenciais para a construção de um futuro mais sustentável já existem. Não podemos ignora...
Quando, também na escola, se dialoga sobre as religiões
Temos percebido uma crescente preocupação acerca do papel social da escola e da educação que acontece neste espaçotempo. Numa perspectiva de sociedad...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions