A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Setembro de 2014

14/08/2013 09:10

O mercado de trabalho não é a mamãe

Por Christian Barbosa (*)

Os negócios mudam, empresas crescem, outras surgem e algumas são engolidas pela concorrência do mercado. Porém, você já se questionou o que realmente tem atrapalhado o seu campo de negócios? Muitas vezes precisamos pensar em como estamos e devemos atuar, manter o foco em nossas atitudes como colaboradores, líderes e empresários para conseguir transformar o nosso mundo e alavancar nossa carreira e empresa.

Veja Mais
Qual é a hora certa para fazer um intercâmbio?
Sugestões para os novos governantes

Uma história que pode ser usada como inspiração é a de Andrew Carnegie, que começou como mensageiro de uma empresa de telégrafos e se tornou o maior empresário do aço dos EUA. No início, seu foco era totalmente voltado ao aço para as ferrovias, um grande negócio para a época. Porém, o que ele não esperava era uma mudança no mercado, que fez seu negócio começar a enfraquecer bruscamente.

Diante da crise, qual seria a situação mais provável: ver Carnegie sentar, olhar pela janela e escrever uma carta para as ferrovias, o Presidente e a imprensa, dizendo que outros grupos estavam vendendo ferro também? Não. Ele parou e procurou novos mercados, dedicou tempo para aprimorar a produção e começou a apostar em um novo modelo: aço para construção civil, que ainda nem existia na época. Esse negócio foi ainda maior do que o anterior.

Portanto, para ter o mercado sob controle, é necessário entender algumas coisas:

O mercado não é sua mãe, não é seu amigo ou seu cachorro que sempre vai abanar o rabinho para você. O mercado é uma força de oportunidades para todos. Alguns agarram, outros simplesmente deixam a coisa passar. Não se pergunte o motivo de seu concorrente “roubar” seu cliente, pergunte o que você deixou de fazer para perdê-lo.

Tempo é a chave nessa questão. As pessoas dentro da empresa estão tão cheias de coisas urgentes para fazer, coisas operacionais, coisas sem importância ou que não ajudam a empresa a evoluir, que não conseguem enxergar que as oportunidades do mercado estão sendo pescadas por pescadores mais preparados, mais equipados e, certamente, com mais recursos de tempo.

Chorar ou inovar é uma escolha sua. Seu emprego está chato, não te motiva e você sabe que pode fazer mais? Por que não conversar com seu líder e achar formas de melhorar? Que tal dar uma nova chance e achar um sentido no dia a dia? Por que não procurar outras oportunidades? Por que não desenvolver sua carreira e procurar novos ares? São tantas opções que podemos escolher para fazer diferente.

Hoje é o dia perfeito. Hoje é o dia em que você levanta a cabeça, olha o horizonte, analisa sua posição atual, procura alternativas e toma a atitude de ser melhor. Hoje é o dia que você deixa de lamentar e aceita sua responsabilidade nos resultados.

(*) Christian Barbosa - Maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade, é CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. Ministra treinamentos e palestras para as maiores empresas do país e da Fortune 100. Autor dos livros A Tríade do Tempo; Você, Dona do Seu Tempo; e Estou em Reunião; e co-autor do Mais Tempo, Mais Dinheiro. Sua mais nova obra: Equilíbrio e resultado – Por que as pessoas não fazem o que deveriam fazer?
www.triadps.com.br e www.maistempo.com.br

Veja Também
Qual é a hora certa para fazer um intercâmbio?
Que viver uma experiência no exterior traz resultados positivos na vida pessoal e profissional de um aluno, muita gente já sabe. Por este motivo, cad...
Sugestões para os novos governantes
O Brasil é campeão em número de partidos políticos, muitos dos quais geram evasão da responsabilidade, na medida em que cada um culpa o outro pelo at...
O Futuro é Bio
“Brasil, Economia Natural do Conhecimento”. Este é o título de um estudo, realizado pela instituição britânica Demos e o Centro de Gestão e Estudos E...
Tiraram a azeitona da empada
O baixo crescimento demonstra a fragilidade em que se encontra a economia e expõe as dificuldades enfrentadas pela indústria. O superávit da balança ...


imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions