A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

30/12/2013 15:36

O que esperar de 2014 para o varejo?

Por Marcelo Murin (*)

Dizer que 2014 será ano de Copa do Mundo no Brasil e de eleições presidenciais é “chover no molhado”. Mas, para o varejo nada é melhor do que muita chuva no molhado, não é mesmo? Sabemos que a economia brasileira vem passando por momentos de instabilidade e que em algum momento a situação vai implodir, mas tenham certeza que não será num ano recheado de eventos importantes como 2014.

Certamente teremos um ano de grande movimento nas ruas, e consequentemente nos pontos de venda, com uma grande demanda gerada fundamentalmente pela Copa do Mundo. Milhares de turistas viajando pelo país, nacionais e internacionais, ávidos por consumir e se divertir durante o período dos jogos.

Nos seis meses que antecedem o evento, veremos um aumento no consumo, o que significa que os pontos de venda deverão estar preparados. Portanto, planeje-se. Revise seu sortimento, reavalie seus estoques, estude melhores margens, prepare promoções, trabalhe de forma atrativa a exposição dos produtos no PDV, e tudo mais que for possível - e com antecedência! Saia na frente da sua concorrência... Faça diferente.

Um ponto que considero importante ter atenção: cuidado para não ser torcedor no seu negócio, ou seja, saiba separar seu lado gestor do torcedor da seleção brasileira para não cair em armadilhas da empolgação e exagerar em seus estoques. Se for o caso, não deixe seus negócios fracassarem junto com a seleção “canarinha”... Não que eu deseje isso, mas estamos falando de fatores não controláveis.

Pronto, a Copa do Mundo se foi, e tendo o Brasil ganho ou não, meio ano já se passou, e o que nos restará? Eleições. Claro que a quantidade de recursos comparando com o primeiro grande evento do ano será menor, mas também sabemos que no segundo semestre o consumo tende a crescer. Então, mãos à obra e vamos aproveitar.

Não deixe nada para a última hora. Planeje o segundo semestre com antecedência também. O ano será muito conturbado e rápido em função dos grandes eventos que teremos. Então não durma no ponto, esteja em alerta!

O efeito de uma eleição no país é mais genérico quanto ao consumo, pois não há uma situação específica dirigida como um evento. No entanto, existe certa euforia nas ruas e também uma natural injeção de recursos realizada pelos partidos políticos, o que naturalmente aumenta a tendência de consumo da população. Isso sem falar nos ânimos que toda eleição presidencial costuma alterar no mercado como um todo.

O varejo precisa estar preparado. Novamente, ajuste seus estoques, prepare de forma adequada sua equipe, estabeleça metas agressivas, avalie novamente as margens trabalhadas na época da Copa do Mundo e faça novas ações promocionais. Não fique apenas no básico do preço.

Podemos ver que será um ano intenso, de grandes eventos e potencial enorme de consumo, portanto movimentem-se! O planejamento será fundamental para sair na frente de sua concorrência, fazer diferente e encantar seu cliente. Que venha 2014 e que seja de muito sucesso para todos nós!

(*) Marcelo Murin é administrador de empresas com especialização em marketing e sócio-diretor da SOLLO Direto ao Ponto

Terça-feira de carnaval não é feriado
Bem ao contrário do que a maioria pensa, a terça-feira de carnaval não é considerada oficialmente feriado nacional. O mesmo ocorre com a quarta-feira...
Desenvolvimento Sustentável: Utopia ou uma possibilidade real?
Ao enfrentar um novo paradigma na sociedade, a academia, o marketing empresarial, relatórios executivos e até discursos eleitorais apelam para a “con...
Novos pobres
Haverá, só neste ano, mais 3,6 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza. É impossível (para quem ainda consegue estar saudável dentr...
Conselhos de Gurdjieff para sua filha – II
Para quem não leu o artigo anterior, aqui vai uma breve apresentação: George Ivanovich Gurdjieff foi um místico e mestre espiritual armênio que viveu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions