A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

27/03/2016 09:35

O que você tem ensinado ao seu filho sobre a Páscoa?

José Carlos Pereira (*)

Não se pode passar por uma data tão importante como a Páscoa sem ligá-la à vida das pessoas. Não se trata de mais um feriado ou recesso escolar, é a memória do Cristo Ressuscitado. E esta vida não é uma realidade qualquer, está ligada diretamente ao sentido pascal de passagem, mudança e sentido.

Veja Mais
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Educação e o futuro da alimentação

A Páscoa é a data mais importante do calendário cristão, onde se celebra a Ressurreição de Jesus. Nesta época aparecem como símbolos o coelho, o ovo, o chocolate, mas não se pode ficar apenas nisso, é necessário aprofundar, buscar seu autêntico significado.

Diante disso, surgem as questões: O que os pais educadores têm ensinado aos filhos sobre a Páscoa? Compram os ovos, dão-se presentes, chocolates e guloseimas, mas dialogam com as crianças sobre o verdadeiro sentido da Páscoa? A quem pretendem-se servir neste tempo, ao consumismo? Está se conseguindo ir além dos símbolos?

Por que ovo e coelho? Esses símbolos não têm relação um com o outro. O coelho não põe ovos. A fêmea do coelho tem várias gestações no ano e traz muitos coelhinhos por ninhada, por isso este é considerado um símbolo de fertilidade. O ovo representa nascimento, começo da vida. Sendo assim, estes símbolos têm tudo a ver com a Páscoa, pois são vida nova em abundância.

Educar as crianças para a vida é missão de pais conscientes, responsáveis e comprometidos com Cristo, sua paixão, morte e ressurreição. Falar de Páscoa neste contexto singular da história é muito importante. As crianças precisam entender e vivenciar o que significa vida nova.

Cristo ressuscitado é luz para os povos e os cristãos devem ser luzes para a sociedade, cuidarem da “Casa Comum”, como lembra a Campanha da Fraternidade. As crianças precisam aprender que as trevas são as mentiras, a corrupção, o ódio, a guerra, a injustiça, a ganância. Cometemos “pecados”, ou seja, ações que nos afastam do amor misericordioso de Deus. Mas Cristo acabou com o pecado e mostrou à humanidade, por meio do amor, como se constrói uma vida feliz.

Celebrar a Páscoa é acreditar na luz que traz paz, justiça, esperança, lealdade, simplicidade, modéstia, humildade e amor. Ou seja, uma vida nova que dá sentido e gosto às pessoas. As trevas desejam vencer a luz, mas Cristo nos mostra que a vida e a luz são mais fortes que a morte.

Como pais e educadores cristãos, precisamos propagar esta mensagem de vida e esperança às nossas crianças. Deixemo-nos surpreender por Deus. Confiantes no amor de Jesus, vamos ensinar aos filhos que a Páscoa hoje tem sentido quando, com pequenas atitudes concretas diárias, conseguimos produzir vida aos outros colegas. Que a luz de Jesus Ressuscitado possa ser vivenciada pelas nossas famílias, iluminando a existência e fortalecendo-as na passagem da morte para a vida plena.

José Carlos Pereira é diretor geral do Colégio Marista Criciúma, do Grupo Marista.

A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...
Educação e o futuro da alimentação
Educação deve colaborar na preparação de todos para o pleno exercício da cidadania e, especialmente, formar os jovens para uma vida profissional que ...
Convenções internacionais e competitividade
O Brasil precisa atuar com mais critério na hora de analisar e ratificar convenções multilaterais, especialmente as negociadas no âmbito de entidades...
A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions