A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

17/10/2012 07:35

O seu futuro começa hoje

Por Soeli de Oliveira (*)

Nós somos produtos do nosso passado, mas não somos prisioneiros dele. O ser humano é maior do que os seus problemas. Sabemos que alguns carregam dentro de si as marcas de abusos, abandono e rejeição e crêem que foram colocadas no “fundo do poço”. Quando chegamos ao fundo só resta uma direção a seguir, que é começar a subida. A maioria das pessoas reconhece onde está, mas não sabe como vai terminar.  Uma coisa é certa, enquanto cada um de nós estiver respirando têm em sua mão um futuro pela frente.

Não crie estórias, isto é, não fantasie, não faça julgamentos. A vida é para ser vivida e não pensada. À medida que não aceitamos as coisas como elas são, sofremos. Torna-se um vício ver as coisas pelo lado negativo. Para Epicuro, ofilósofo grego que viveu de 341 aC a 270 aC “a fama dos grandes navegadores eles devem às tempestades”. Aquele que tem uma infância e uma juventude tranqüila, sem precisar enfrentar dificuldades, com frequência se torna um “banana”.

Somos o maior amigo ou inimigo de nós mesmos. Toda a ansiedade é excesso de futuro em nossas mentes e toda depressão é excesso de passado.  A libertação dos fantasmas do passado só é possível com uma nova visão de mundo e dos acontecimentos. Quando não podemos mudar o que nos aconteceu ou o curso dos fatos, temos dentro de nós o poder de mudar o que pensamos sobre eles, dando-lhes um novo significado. Mas, isso só é possível, no momento em que paramos de nos culpar, de culpar os outros e de nos amargurar.

A nossa mente é plástica, estamos em permanente construção. Temos a semente de uma nova vida dentro de nós. Somos os autores de nossa própria vida. A cada amanhecer recebemos a dádiva de um novo dia, como se fosse uma folha em branco para escrevermos uma nova história. É sempre mais uma oportunidade para sermos o indivíduo que escolhemos nos tornar. Temos o poder de ser o personagem que queremos ser. Quando compreendemos isso, começamos a transcender, a não sermos afetados por aquilo que acontece.

Ninguém consegue entrar pela estreita porta do futuro arrastando o seu passado. O desabrochar de uma nova criatura tem início quando perdoamos as pessoas que nos causaram mal e paramos de ser vítimas. Perdoar, antes de ser um ato de amor, é um ato de inteligência. Odiar se assemelha a querer matar o outro tomando o veneno que preparamos para ele. Quando perdoamos, o maior beneficiado somos nós mesmos. Fazer isto é como tirar um grande peso dos ombros e a partir daí andar mais leve. É começar a pensar e fazer as coisas de uma maneira nova. É dar-se a chance de sair do casulo e se libertar da velha vida. 

Os nossos pensamentos e as palavras que proferimos são como armas que podem ser usadas a favor ou contra nós. Devemos parar de desperdiçar os nossos dias ficando amargurados, tristes ou ofendidos ou sentindo pena de nós mesmos. Faremos muito bem quando passarmos a pensar: “eu não vou passar este dia e nem qualquer outro dia da minha vida, sentindo pena de mim mesmo”.

O segundo obstáculo que impede muitos de terem sucesso e serem felizes é a sua atitude. A nossa atitude determina a nossa altitude, o quão alto poderemos chegar. Ver as coisas pelo lado negativo é um vício e enquanto não tomamos a decisão de mudar, nada acontece. Cada dia é uma nova oportunidade para nos tornarmos o que queremos ser. O indivíduo que insiste em carregar os fardos dos dias anteriores acaba cansado, depressivo e sem ânimo.

Prisão no futuro ou no passado é a perda do agora. Nós podemos escolher lamentar pela noite escura que passou ou saudar o novo amanhecer.  Para quem aprendeu a viver o aqui e o agora, cada dia é uma nova aventura. 

Previdência Social: verdades e mentira
Com a reforma da Previdência, e já que acabaram com o Ministério da Previdência, vários ministros dispararam versões sobre o tema, mas como não sabem...
Chacina e colapso nas prisões brasileiras
Nestes poucos dias do Ano da graça de 2017, o Brasil e o Mundo viram estarrecidos o massacre brutal de cerca de pelo menos 134 detentos, dentro das p...
Em busca da competitividade sustentável para o agronegócio
O papel da sanidade animal e vegetal Há décadas as questões sanitárias de plantas e animais integram a lista das preocupações do agronegócio brasilei...
Elementos da teoria da decisão
A propósito do fim do ano de 2016 (terrível na política e na economia) e com o ano de 2017 (com esperanças de que as coisas melhorem), participei de ...



Parabéns Soeli de Oliveira. Ótimo texto. Adorei.
 
Nadia heuert em 17/10/2012 14:19:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions