A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

16/06/2012 08:59

Processo seletivo: como se destacar na multidão

Elaine Lombardi (*)

Atualmente os processos seletivos estão cada vez mais elaborados e complexos, exigindo do candidato maior desenvoltura para um vasto leque de atividades e etapas muitas vezes longas e cansativas e o pior, na maioria das vezes sem resposta, mesmo que seja negativa.

Depois de longa vivência em áreas de RH, percebo que cada vez mais a correria do dia a dia, acompanhada das cobranças estratégicas, está deixando os profissionais desta área mais distantes do lado humano, parando de enxergar a pessoa como um todo e vendo-a somente como um potencial candidato a ocupar uma cadeira vazia.

Hoje os processos seletivos reúnem diversas pessoas, com diferentes perfis, currículos e experiências. Com o aumento da concorrência no mercado de trabalho, a questão que mais aflige os candidatos é como se destacar no meio de tantos.

Quando um processo seletivo é aberto, na maioria das vezes o primeiro contato acontece pelo envio do currículo, sendo esse o momento que pode definir a participação ou não do candidato. Por isso, considere que o documento enviado despertará ou não o interesse do selecionador para o próximo passo.

O Curriculum Vitae (CV) deve ser sucinto, atraente, bem feito e, principalmente, com bom conteúdo e sem erros gramaticais. O diferencial de cada profissional começa desde a escolha do curso e da instituição. Portanto, pesquise o mercado, compare as grades curriculares e avalie quais são os melhores cursos disponíveis para a área que deseja atuar. Considere também o conceito da escola perante as empresas.

De maneira geral, o mercado valoriza além da boa formação, o exercício de atividades complementares que enriquecem o CV e acrescentam características importantes para o desenvolvimento de habilidades pessoais e que mostram ao selecionador competências como: determinação, comprometimento e facilidade de trabalhar em time, por exemplo.

Alguns exemplos destas atividades são: cursos de línguas, aprimoramento em informática, atividades esportivas ou corporais, trabalhos voluntários ou sociais e outras atividades que possam auxiliar no desenvolvimento físico, psicológico e técnico do candidato.

E a pergunta que não quer calar... Como se comportar numa entrevista? É importante ter a clareza que participar de entrevistas e dinâmicas de grupo exige saber lidar com o nervosismo, por isso, recomendo o ensaio com algum amigo ou familiar confiável e que possa lhe dar feedbacks construtivos e verdadeiros. Com toda certeza, ajudará muito na hora de ficar frente a frente com o entrevistador. Para adquirir mais segurança pesquise sobre a empresa, o ramo em que atua e a função que irá realizar, enfim, se prepare para o evento. Atuando também como um importante diferencial perante aqueles que não fizeram essa lição de casa, mostrando que o candidato está ali para valer e se dedica verdadeiramente na conquista da vaga desejada.

Outro momento significativo já conta com a presença física, seja em entrevista ou dinâmica de grupo. Nesse caso, a regra número um é ser sincero e verdadeiro e nunca fingir ser o que não é. Vale ressaltar que a boa apresentação é fundamental, afinal a primeira impressão é a que fica e nem sempre temos uma segunda chance. Por isso, se vista adequadamente, com cores neutras, sem extravagâncias e exageros. Apresente iniciativa e seja criativo sem forçar uma situação, pois a performance teatral será percebida.

E após a entrevista, o que acontece? Algumas empresas agregam outras fases ao processo seletivo, podendo ser outras entrevistas com pessoas-chave da área e até gestores de filiais e unidades no exterior, além de dinâmicas. Portanto, esteja preparado para a maratona, com energia e disposição. Valendo as dicas: fique calmo e seja você mesmo, sempre!

Sendo contratado, pense que você se destacou entre os candidatos e apresenta o perfil que a empresa busca. Se prepare para a nova fase que se abre a sua frente, com muitos desafios e necessidade de adaptação ao ambiente e pessoas que farão parte do seu novo cotidiano.

Seja feliz, se realize e tenha seu comportamento alinhado aos seus pensamentos e emoções. Assim, você estará aberto ao novo e pronto para vivenciar as mudanças que estão apenas começando.

(*)Elaine Lombardi é psicóloga e consultora da M&S, consultoria especializada em desenvolvimento humano.

Sobre o mercado e o governo
O homem primitivo acordava de manhã, saía para coletar frutas, abater animais e pescar peixes, e assim ele se alimentava. Ao fim do dia, cobria-se co...
Logística reversa: pensamento sustentável pelas gerações futuras
Incertezas são o que mais temos, porém ideias norteadoras e essenciais para a construção de um futuro mais sustentável já existem. Não podemos ignora...
Quando, também na escola, se dialoga sobre as religiões
Temos percebido uma crescente preocupação acerca do papel social da escola e da educação que acontece neste espaçotempo. Numa perspectiva de sociedad...
19 anos de Código de Trânsito Brasileiro
No dia 22/01/17, o atual Código de Trânsito Brasileiro completa 19 anos de vigência. Após 31 Leis que o alteraram, com o complemento de 655 Resoluçõe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions