A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

15/08/2013 08:24

Qual é o perfil ideal de um franqueador?

Por José Carlos Fugice Jr. (*)

Ao longo dos últimos anos um determinado assunto tem chamado muito a atenção dos franqueadores mais experientes. Trata-se do perfil ideal do franqueado. Muito se fala a respeito das características ideais de um franqueado. Mas será que existe um perfil adequado de um franqueador ideal?

Veja Mais
Mais um ano difícil
A atuação das empresas na era do talentismo

Em um jogo de tentativas e erros muitos franqueadores tiveram boas e más experiências com suas respectivas redes franqueadas. Dentre as experiências ruins, no geral, chegou-se à conclusão de que o sucesso da franquia está ligado diretamente ao perfil deste franqueado.

O franqueado gosta de pessoas? Já teve experiência anterior em atendimento de cliente? Possui a capacitação mínima necessária para gerir o negócio? Tem afinidade com o ramo de atuação? Gosta do produto e serviço que irá comercializar? Possui as habilidades comportamentais adequadas?

Estes são alguns exemplos que refletem a realidade atual do processo seletivo de muitas redes franqueadas. Em suma, o processo seletivo tem se tornado cada vez mais importante no sucesso e na longevidade das operações franqueadas, o que contribuiu para o aumento da rigidez da avaliação do perfil dos investidores interessados no negócio.

Que o perfil do franqueado é importante, não temos dúvida. A dúvida que temos é: o quão importante é o perfil do franqueador para o sucesso do franqueado? O franqueador está de fato comprometido com o resultado do franqueado? Possui a estrutura necessária para dar suporte à rede? Cumpre o que promete? Estabelece um relacionamento ganha-ganha? Envolve a rede franqueada nas decisões estratégicas?

Enfim, perguntas como estas costumam ser ignoradas no momento da investigação que a maioria dos investidores faz na busca de um negócio ideal. É compreensível que isto ocorra. Afinal, quem nunca teve o sonho de ter um negócio próprio?

Via de regra, no momento da pesquisa por uma franquia, o investidor está muito próximo de realizar este grande sonho e acaba negligenciando o processo de seleção do seu franqueador. Essa desatenção, digamos assim, pode refletir negativamente no bom andamento no negócio.

Infelizmente, o franqueador está longe de entregar um sonho. Na prática, ele entrega realidade! E esta realidade não é tão romântica e perfeita quanto os sonhos acalentados tanto por ele, franqueador, quanto pelo franqueado.

Nesse sentido, vale relacionar algumas dicas sobre o que você deve considerar na busca de sua franquia ideal.

• Mais importante do que o aspecto financeiro, busque uma franquia que se adéque ao seu perfil. Lembre-se que você terá que trabalhar e se não tiver as características e competências básicas, pode comprometer a performance do negócio.

• Ser cliente fiel de uma determinada marca não presume que você tenha afinidade para trabalhar no mesmo segmento. Busque mais informações sobre o dia a dia da operação e do segmento. A sua motivação será a sua maior fonte de energia para mover o seu negócio ao sucesso.

• Converse com os franqueados atuais, pois eles poderão transmitir-lhe informações preciosas, desde o suporte do franqueador até sobre o dia a dia da gestão deste negócio.

• Busque franqueadores que demonstrem ser parceiros de seus franqueados e não chefes!

• Questione o franqueador sobre os números apresentados. Informações sobre o retorno do investimento, lucratividade e rentabilidade da operação precisam estar bem embasadas. Lembre-se que o Excel aceita tudo!

• Tenha certeza de que o capital disponível é suficiente para abrir o seu negócio. No início da operação, a sua franquia pode precisar de um oxigênio financeiro adicional. Esteja preparado.

• Não tenha pressa. A afobação é o pior inimigo da racionalidade. Pense com calma e avalie todos os riscos e oportunidades deste novo negócio. A decisão precisa estar madura antes de abrir a sua franquia.

• Identifique se os princípios e valores que o franqueador defende estão alinhados com o seu.

Por fim, lembre-se que você é tão importante para o franqueador quanto ele é para você. A parceria entre você e o franqueador será fundamental para o sucesso do seu negócio. Pesquise, avalie, pesquise novamente e avalie mais uma vez sobre qual é o perfil do franqueador. Reflita: ele tem o perfil ideal para você?

(*) José Carlos Fugice Jr é administrador de empresas especializado em franquias e varejo com MBA em administração de empresas pelo CEAG FGV/SP, com experiência em mais de 150 projetos de franquias. É sócio-fundador da GoAkira Consultoria Empresarial.

Mais um ano difícil
A economia brasileira inicia 2017 com a combinação de otimismo moderado e preocupação. A perspectiva levemente otimista se fundamenta na expectativa ...
A atuação das empresas na era do talentismo
No atual cenário em que vivemos, com crise financeira em diversos países, catástrofes ambientais e diferenças sociais, engana-se quem acredita que es...
Criptografia: de arma de guerra a pilar da sociedade moderna
A estratégia permitiu que vitórias impossíveis pudessem acontecer ao longo da história. São vários os casos de pequenos exércitos vencerem batalhas c...
Sobre a liberação da venda de terras para estrangeiros no Brasil
Terra, capital e trabalho compõem a clássica tríade dos fatores de produção que embasam as análises e cálculos econômicos desde a Economia Política, ...



Estou almejando ser uma franqueadora de uma marca de produtos country , roupas , etc...mas não tenho pressa, que primeiro estudar , e ver as possibilidades de tornar isto uma realidade.....Existe cursos que orientem, e preparem um franqueador.....?
 
Alex Marli Dias em 23/08/2013 22:36:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions