A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

21/08/2016 10:01

Sete dicas imperdíveis para empreendedores de primeira viagem

Por Thaís Vargas (*)

Empreender é o sonho de muitos brasileiros. Estima-se que três em cada dez adultos entre 18 e 64 anos possuam uma empresa ou estejam envolvidos com a criação de um negócio próprio. Esses números fazem com que o Brasil seja o líder mundial no ranking de empreendedorismo. Se esse também é o seu desejo, confira sete dicas preciosas que listei para empreendedores de primeira viagem.

Veja Mais
Tédio é a falta de projeto
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?

Comunique-se: Se comunicar é fundamental para quem quer empreender. Pessoas reclusas, que gostam de ficar sozinhas e tem dificuldade de interagir, dificilmente terão sucesso no empreendedorismo. Antes de conquistar seu CNPJ é preciso se comunicar muito, a fim de testar suas habilidades num negócio e fazer muito networking!

Informe-se: Não dá para empreender sem antes estudar bastante. Busque informações em rodadas de negócios, estudos de mercado e principalmente in loco. Converse com quem já atua na área que você deseja empreender para entender os desafios diários.

Alie-se: Procure se aliar a marcas e pessoas experientes, que podem contribuir para o seu crescimento. Nesse sentido, buscar uma rede de franquia pode ser o caminho mais curto e seguro para o empreendedorismo. Ao entrar para uma rede inovadora, de prestígio, que já possui know how, suas chances de sucesso serão muito maiores.

Planeje: Essa é a palavra de ordem para todo empreendedor. Fazer um bom plano de negócios, levando em consideração ações de curto, médio e longo prazo, é de extrema necessidade para o bom funcionamento de um negócio. Então, planeje sem moderação!

Gerencie: Gerenciar é vital. O empreendedor precisa gerenciar bem o tempo, as finanças, as pessoas, os clientes, o estoque e todo o resto da empresa. Organização e disciplina tem que ser características natas de quem deseja ser dono do próprio nariz.

Teste: Sua ideia pode ser muito boa, mas ainda assim, fracassar. Por isso, teste à exaustão. Nem sempre boas ideias criam bons negócios. Mostre seus planos para o maior número de pessoas e colha a opinião delas. Não seja tendencioso e esteja muito aberto à críticas, elogios e sugestões. Todo diamante precisa ser lapidado para se transformar numa grande joia.

Persista: Não desista se as coisas não saírem como planejado. Grandes empreendedores já faliram empresas antes de experimentarem o sucesso. Não seja teimoso, insistindo em algo que já se provou inadequado, mas seja persistente, tente de novo. Aprenda com seus próprios erros e suba degraus valiosos na longa caminhada para o êxito.

(*) Thaís Vargas é sócia-fundadora da franquia de churros gourmet Loucos por Churros.

Tédio é a falta de projeto
Recentemente, deparei-me com duas situações. Na primeira, eu almoçava com dois amigos, ambos na faixa dos 55 anos de idade, funcionários públicos bem...
Dólar alto: bom ou ruim para o agronegócio?
Claro, depende da hora e do mercado, exportação ou de mercado interno. Agora, falando da soja, o principal produto da pauta brasileira de exportações...
Marcas lutam diariamente para impactar as pessoas
Segundo pesquisas, temos contato com aproximadamente 2.000 marcas em um dia “comum” e menos de 300 delas ficam em nossa memória. Por isso, essas marc...
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions