A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

10/09/2013 14:20

Um reforço para ampliar a formação profissional

Por Sérgio Longen (*)

Em abril deste ano lançamos o Senai Educa 2013, maior programa de formação profissional de Mato Grosso do Sul, com meta de atingir 60 mil matrículas em 269 cursos gratuitos distribuídos por 45 municípios. Passados 4 meses, identificamos a necessidade de ampliarmos essa iniciativa como forma de enfrentarmos de frente o principal gargalo do setor industrial no Estado: a falta de mão de obra qualificada para atender as demandas das nossas empresas. Nesse sentido, optamos pela aquisição de 80 salas de aula móveis, que serão um reforço estratégico para ampliar o acesso aos 269 cursos gratuitos de qualificação profissional.

Veja Mais
A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Educação e o futuro da alimentação

Também aumentamos para 46 o número de municípios beneficiados e elevamos para 67.602 a quantidade de vagas gratuitas disponibilizadas. Dessa forma queremos encerrar este ano com a ampliação da formação profissional em todas as regiões de Mato Grosso do Sul onde o Senai não conta com a infraestrutura física para oferecer os cursos de capacitação.

Por meio dessa nossa nova ferramenta de qualificação, vamos criar uma base regional de mão de obra capacitada e esse estoque de profissionais vai suprir as necessidades das indústrias instaladas em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, também vamos reforçar a oferta de cursos de formação profissional do Senai nos bairros onde já atuamos em conjunto com as Associações de Moradores desde 2011. Agora vamos melhorar as condições para o aprendizado, porque as salas de aula móveis são climatizadas, têm acústico adequado e contam com toda a estrutura de uma sala de aula moderna.

Apenas para a Capital serão disponibilizadas 24 salas de aula móveis, 4 para cada uma das regiões Imbirussu, Lagoa, Segredo, Prosa, Bandeira e Anhanduizinho. Além disso, contratamos agentes de qualificação para atuar nos bairros dessas 6 regiões com a divulgação e captação de alunos para os cursos gratuitos oferecidos pelo Senai. Esses profissionais já iniciam os trabalhos e ainda estão procurando os melhores locais nas comunidades beneficiadas para a instalação das salas de aula móveis.

Para o restante do Estado, nesse primeiro momento, serão deslocadas 36 salas de aula móveis para as cidades de Eldorado, Naviraí, Brasilândia, Coxim, Bataguassu, Cassilândia, Corumbá, Nova Andradina, Três Lagoas, Água Clara, Caarapó, Ladário, Ponta Porã, Rio Brilhante, Jardim e Antônio João, que já iniciarão os cursos a partir da 2ª quinzena deste mês de setembro. Essas cidades foram definidas utilizando como critério o balanço do Senai Educa até julho deste ano, quando tínhamos preenchidas 44.114 das 67.602 vagas oferecidas.

Ou seja, 65,25% da nossa meta, restando ainda 23.487 vagas distribuídas por 46 cidades. Na região norte do Estado, das 2.843 vagas ofertadas, 1.199 já foram preenchidas, restando 1.644 ou 57,83% do total, enquanto na região sul foram oferecidas 21.698 vagas e preenchidas 12.660 vagas, sobrando 9.038 vagas ou 41,66%. Já na região leste foram disponibilizadas 10.195 vagas e preenchidas até julho deste ano 6.375, restando 3.820 vagas ou 37,47%, e, na região oeste, foram oferecidas 8.749 vagas e preenchidas 8.011, restando 738 vagas ou 8,44%. Na região central, das 24.117 vagas ofertadas, 15.870 já foram preenchidas, restando 8.247 vagas ou 34,20%.

Enfim, com o reforço dessas unidades móveis de formação profissional, demonstramos o compromisso do Senai e do Sistema Fiems com o desenvolvimento industrial do Estado. Essa oferta de vagas histórica para Mato Grosso do Sul, aliada com as salas de aula móveis, representa um grande empenho do Senai em enfrentar o problema da falta de pessoas qualificadas para trabalhar nas indústrias do Estado. Neste rol de ofertas, todas as áreas tecnológicas estão contempladas.

(*) Sérgio Longen é empresário do setor de alimentos e presidente da Fiems – Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul.

A modernização das leis do trabalho: oportunidade, não oportunismo
Crises econômicas em qualquer país do mundo ensejam debates sobre reformas. São nos cenários de recessão prolongada que as nações se defrontam com se...
Educação e o futuro da alimentação
Educação deve colaborar na preparação de todos para o pleno exercício da cidadania e, especialmente, formar os jovens para uma vida profissional que ...
Convenções internacionais e competitividade
O Brasil precisa atuar com mais critério na hora de analisar e ratificar convenções multilaterais, especialmente as negociadas no âmbito de entidades...
A Odisseia da Chape
Não tenho dúvidas de que o esporte funciona como uma metáfora da vida. As mazelas e dramas humanos estão presentes em todas as etapas da trajetória d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions