A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

29/08/2011 10:50

Uma “resposta branda” contras “as duras palavras”

Por Fauzi Suleiman (*)

Amigos cobram uma palavra sobre as três emissoras de rádio de Aquidauana que, em cadeia, dedicam-se a mais de mês a me caluniar, a caluniar minha equipe e minha família. Um episódio nunca visto antes em Aquidauana.

A primeira observação que faço é a mais óbvia: essa armação toda é um tributo à minha força e ao que represento hoje na vida de minha cidade e de nosso povo. Para que gastar todo dia, horas da programação destas emissoras me caluniando, se o que represento não fosse importante?

A segunda observação é de que essa reação era esperada e me preparei para ela. Estou tranqüilo para enfrentá-la, porque, através das tristes figuras que as vocalizam, é visível que a resistência que venho encontrando não parte de nosso povo, mas daqueles setores que historicamente sempre trataram esta cidade como parte de seu patrimônio pessoal, explorando nossa gente e se enriquecendo à sua custa.

Hoje me atacam de forma mentirosa, covarde e perversa na expectativa de retomarem o poder a qualquer custo.

Eles sabem que estamos cuidando das coisas que são preciosas para a vida do nosso povo, de uma forma diferente e muito melhor do que faziam no passado. Por isto, não conseguem criticar meu governo pelo ângulo administrativo e partem para uma tentativa de linchamento moral, usando a calúnia, a mentira e o engodo, buscando envenenar os menos informados.

Cada um deles responderá na Justiça por sua leviandade: cada palavra por eles proferida foi e está sendo gravada e transformada em processos, que lhes custarão caro e os ensinarão a respeitar a honra das pessoas.

Mas qual a autoridade que eles têm para fazer isto? Eles, os ladrões dos sonhos e esperanças de nosso povo que agora querem se apresentar como paladinos de uma moral que nunca praticaram.

O tempo passa, mas seus métodos mudam pouco. Antigamente eles mandavam seus capangas eliminar fisicamente seus adversários; hoje isso não compensaria mais, porque me transformaria num mito como o vereador Valdir Catchcart, mas tentam me eliminar moralmente, usando seus novos capangas, que agora, ao invés de usar espingardas, usam microfones e ternos.

Não me intimidam. Estou firme! Estou forte! Ando por essa cidade de ponta a ponta todos os dias. Nunca encontrei um de meus caluniadores nessas caminhadas.

Eles estão dentro de estúdios e de escritórios movidos pela inveja, tramando o mal, corroídos pelo ódio, pela soberba e, acima de tudo, pela sede do poder a qualquer custo. A forma raivosa, covarde e maldosa como diariamente expressam seus pensamentos testemunham claramente para o nosso povo o que são e o que pretendem.

Por que não me deixam falar nas emissoras que compraram? Emissoras mantidas a peso de ouro. Porque temem a voz daquele que, ao contrário deles, quando fala, tem sua alma sintonizada com seu coração, fluindo sinceridade e discernimento.

Sei o que está incorporado em minha figura política. Sei o que represento para o futuro de Aquidauana. Estou preparado para enfrentar todas as dificuldades, para ser um instrumento de libertação da cidade em que nasci e que tanto amo. Esse falatório inconseqüente e irresponsável não me desvia de meu principal objetivo que é o de lutar pela prosperidade desta cidade.

Como já aconteceu várias vezes na história humana, Deus escolhe e capacita líderes para cumprir as missões mais difíceis. Nunca tive dúvidas de que fui levantado para cumprir uma grande missão com minha cidade. Estamos travando grandes lutas. Elas acontecem porque Aquidauana precisa delas para construir um novo paradigma. Este é um tempo que precisa de ousadia, precisa de coragem, precisa de valentia.

As grandes lutas são prenunciadoras de grandes vitórias. E Deus tem grandes sonhos para Aquidauana, a nossa cidade, o nosso amor. Que DEUS nos abençoe e nos proteja. Abraços!

(*)Fauzi M. A. H. Suleiman é prefeito de Aquidauana-MS.

Cinco ações que devem ser evitadas em 2017
Ao fim de cada ano, realizo uma pesquisa com funcionários de empresas de todo o Brasil para avaliar quais foram as coisas que mais impactaram na prod...
A aviação e suas regras
A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não ...
Lei Orgânica da Assistência Social – 23 anos
Nos últimos anos, a Assistência Social vem construindo uma nova trajetória, organizando-se sob novos padrões e afirmando-se como parte integrante do ...
Morre no trânsito o equivalente a 2 aviões da Lamia lotados por dia
Por dia, no Brasil, morrem em acidentes de trânsito o equivalente a ocupantes de dois aviões da Lamia, que transportava o time inteiro da Chapecoense...



quero neste momento prestar minha solidariedade ao prefeito fauzi, que considero como amigo, sou campograndense de nascimento, faz oito anos que vim morar em aquidauana, e pela primeira vez vejo o progresso chegar nesta cidade, com asfalto novas instalacoes em postos de saude, infra estrutura na parte de lazer e esporte, vejo uma cidade crescer, com sua gente mais feliz, alguns moradores ainda esta cego, e nao quer olhar a realidade o que esta acontecendo em aquidauana, esta preso ao passado dos maus administradores anteriores, que atrasou o progresso desta cidade, e agora tem uma comixorna de maus faladores criticando a administracao atual, porque sabe que o prefeito fauze, vai ser reeleito na proxima eleicao, com grande expressao de voto popular, e vai calar a boca desses maus politicos e seus copinxas,que infesta aquidauana, voces podem ter a midia local em suas maos mais nao o voto das pessoas de bens que na proxima eleicao vao dar a resposta nas urnas, que deus abencoe o prefeito e o povo de aquidauna.
 
sebastiao luges filho (porquinho) em 30/08/2011 09:11:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions