A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

02/12/2016 08:10

Idosa que sobreviveu a incêndio com morte teve 27% do corpo queimado

Viviane Oliveira
Casa foi destruída pelo fogo (Foto: Marcus Moura)Casa foi destruída pelo fogo (Foto: Marcus Moura)

É grave o estado de saúde de Eva Rosalina Sandim, 63 anos, que sofreu queimaduras durante incêndio em casa, na madrugada desta sexta-feira (2), no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. A irmã dela, Margarida Rosalina Sandim, 62 anos, não conseguiu se salvar e morreu carbonizada.

Veja Mais
Casa pega fogo e mulher de 62 anos morre carbonizada no Monte Castelo
"Nunca passei por isso", diz grávida que teve assento negado em ônibus

Segundo a assessoria da Santa Casa, Eva teve 27% do corpo queimado e sofreu ferimentos na parte de cima do corpo, principalmente braço e rosto. Ela estava na área vermelha da unidade e seria encaminhada ainda nesta manhã para o CTI (Centro de Terapia Intensiva).

Tragédia - Margarida e Eva dormiam na casa dos fundos localizada na rua Padre João Crippa, quando o imóvel começou a pegar fogo. Um dos filhos da idosa, Wagner Sandim, 26 anos, que mora na residência da frente, no mesmo terreno, percebeu o fogo e arrombou a porta, mas conseguiu salvar apenas a tia que tentava sair do imóvel.

A mãe dele, Margarida, dormia no quarto e não conseguiu se salvar. “Ela inalou muita fumaça”, lamenta a aposentada Manoelina Sandim, 61 anos, cunhada das vítimas. A família, que mora há mais de 50 anos no local, não tem ideia do que pode ter causado o fogo. A casa ficou totalmente destruída. O caso é investigado pela Polícia Civil e a perícia deve apontar a causa do incêndio. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions