A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

02/11/2016 09:18

Com expectativa de 100 mil visitantes, cemitérios da Capital lotam

Viviane Oliveira e Júlia Kaifanny
Movimentação intensa no Cemitério Santo Amaro, em Campo Grande, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)Movimentação intensa no Cemitério Santo Amaro, em Campo Grande, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)
Comerciantes aproveitam para vender produtos e ganhar renda extra. (Foto: Marcos Ermínio) Comerciantes aproveitam para vender produtos e ganhar renda extra. (Foto: Marcos Ermínio)
Movimento é grande no Santo Amaro, maior cemitério da cidade. (Foto: Marcos Ermínio) Movimento é grande no Santo Amaro, maior cemitério da cidade. (Foto: Marcos Ermínio)

Com cemitérios lotados, vários comerciantes aproveitam este Dia de Finados para ganhar dinheiro e complementar a renda. Além dos produtos já conhecidos que são vendidos em porta de cemitérios, tem gente que comercializa de pastel a cerveja para garantir grana extra e sucesso nas vendas, diante de um público esperado de até 100 mil pessoas. 

Veja Mais
Cemitérios públicos de Dourados esperam 50 mil visitantes em dois dias
Córrego onde menino morreu tem acesso livre e é diversão da criançada

Hoje de manhã, por exemplo, no Cemitério Santo Amaro, o empresário Landerson Ricardo vendia água e cerveja. Ele também tem uma quadra de esporte próximo ao local e alugou o espaço para estacionamento de veículos. “Por enquanto o movimento está fraco, mas espero que aumente até o começo da tarde”, diz confiante.

A feirante Rosely Borges pousou na barraca que montou na rua e pretende vender de 300 a 400 pastéis. Até 8h30, a comerciante tinha vendido 50 com preço de R$ 2 cada. Ela também espera que o movimento aumente no decorrer do dia. “Talvez seja por causa do tempo, mas em comparação ao ano passado, as vendas estão fracas.

Muitos saíram de casa na madrugada para pegar o melhor ponto na avenida, como a artesã Clara Santos, 36 anos. Ela mora no Bairro Nogueira, região Sul da cidade, e levou o marido, filhos e até a enteada para ajudá-la nas vendas. “Aqui tem muita gente, o que abre possibilidade para lucro maior. Nós chegaram às 3h, mas há um mês eu já tinha marcado o ponto”, garante.

Clara reclama que os preços dos produtos aumentaram muito e as pessoas estão reclamando do valor. “O pessoal está achando caro e as vendas diminuíram um pouco, mas temos flores e velas de todo o preço”, afirma. Na barraca da artesã, o cliente encontra velas e flores de R$ 2 a R$ 15.

O Santo Amaro é o maior cemitério público da cidade. Lá, estão sepultadas 40 mil pessoas. No local equipes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) controlam o trânsito.

Movimento - A Prefeitura acredita que mais de 100 mil pessoas devem passar pelos cemitérios públicos da Capital. O número de visitantes é a soma das pessoas que vão nos cemitérios Santo Amaro, São Sebastião e Santo Antônio.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions