A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

02/11/2016 09:18

Com expectativa de 100 mil visitantes, cemitérios da Capital lotam

Viviane Oliveira e Júlia Kaifanny
Movimentação intensa no Cemitério Santo Amaro, em Campo Grande, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)Movimentação intensa no Cemitério Santo Amaro, em Campo Grande, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)
Comerciantes aproveitam para vender produtos e ganhar renda extra. (Foto: Marcos Ermínio) Comerciantes aproveitam para vender produtos e ganhar renda extra. (Foto: Marcos Ermínio)
Movimento é grande no Santo Amaro, maior cemitério da cidade. (Foto: Marcos Ermínio) Movimento é grande no Santo Amaro, maior cemitério da cidade. (Foto: Marcos Ermínio)

Com cemitérios lotados, vários comerciantes aproveitam este Dia de Finados para ganhar dinheiro e complementar a renda. Além dos produtos já conhecidos que são vendidos em porta de cemitérios, tem gente que comercializa de pastel a cerveja para garantir grana extra e sucesso nas vendas, diante de um público esperado de até 100 mil pessoas. 

Veja Mais
Cemitérios públicos de Dourados esperam 50 mil visitantes em dois dias
Homem é espancado por cinco ladrões e tem R$ 400 roubados na Capital

Hoje de manhã, por exemplo, no Cemitério Santo Amaro, o empresário Landerson Ricardo vendia água e cerveja. Ele também tem uma quadra de esporte próximo ao local e alugou o espaço para estacionamento de veículos. “Por enquanto o movimento está fraco, mas espero que aumente até o começo da tarde”, diz confiante.

A feirante Rosely Borges pousou na barraca que montou na rua e pretende vender de 300 a 400 pastéis. Até 8h30, a comerciante tinha vendido 50 com preço de R$ 2 cada. Ela também espera que o movimento aumente no decorrer do dia. “Talvez seja por causa do tempo, mas em comparação ao ano passado, as vendas estão fracas.

Muitos saíram de casa na madrugada para pegar o melhor ponto na avenida, como a artesã Clara Santos, 36 anos. Ela mora no Bairro Nogueira, região Sul da cidade, e levou o marido, filhos e até a enteada para ajudá-la nas vendas. “Aqui tem muita gente, o que abre possibilidade para lucro maior. Nós chegaram às 3h, mas há um mês eu já tinha marcado o ponto”, garante.

Clara reclama que os preços dos produtos aumentaram muito e as pessoas estão reclamando do valor. “O pessoal está achando caro e as vendas diminuíram um pouco, mas temos flores e velas de todo o preço”, afirma. Na barraca da artesã, o cliente encontra velas e flores de R$ 2 a R$ 15.

O Santo Amaro é o maior cemitério público da cidade. Lá, estão sepultadas 40 mil pessoas. No local equipes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) controlam o trânsito.

Movimento - A Prefeitura acredita que mais de 100 mil pessoas devem passar pelos cemitérios públicos da Capital. O número de visitantes é a soma das pessoas que vão nos cemitérios Santo Amaro, São Sebastião e Santo Antônio.

Homem é espancado por cinco ladrões e tem R$ 400 roubados na Capital
Homem de 22 anos é espancado por cinco ladrões e tem R$ 400 roubados na madrugada deste domingo (4), enquanto andava pela rua da Divisão, em Campo Gr...
Após dois dias, motorista de Uber reaparece e tem quadro de depressão
Longe de casa há dois dias, o motorista do Uber, Humberto de Souza Junior, 37 anos, voltou para à casa na noite de ontem (3) e apresenta quadro de de...
Bêbado é preso depois de arrastar esposa por 50 metros com carro
Homem de 32 anos, embriagado, foi preso em flagrante depois de arrastar a esposa, de 41 anos, com um veículo por aproximadamente 50 metros, na madrug...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions