A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Julho de 2014

26/01/2014 10:31

Homem desaparecido há 4 dias é encontrado morto na Orla Morena

Graziela Rezende e Mariana Lopes
Apartamento alugado pela vítima há 3 meses. Foto: Marcos ErmínioApartamento alugado pela vítima há 3 meses. Foto: Marcos Ermínio

O auxiliar de enfermagem Hodair Fagundes Adorno, 36 anos, foi encontrado morto na manhã de hoje (26), em seu apartamento localizado na avenida Noroeste, próximo a rua Antônio Maria Coelho, bairro Cabreúva, em Campo Grande.

Veja Mais
Funcionário de Pax é assaltado enquanto trabalhava na Mata do Jacinto
Dia amanhece com ventania e terça-feira será quente na Capital

Assim que acordou, por volta das 8h30, o vizinho da vítima foi a sacada fumar um cigarro. O eletricista Edilson Cordeiro dos Santos, também de 36 anos, diz que estranhou o cheiro forte e a grande quantidade de mosca que saía do apartamento ao lado e então acionou a Polícia.

Os militares tiveram que arrombar as portas e encontraram o imóvel todo bagunçado, com muito sangue espalhado no chão e a vítima caída de bruços na cozinha. Segundo o delegado Carlos Delano, plantonista da Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário), havia golpes de faca em diversas partes do corpo, principalmente na região do tórax.

“Não o via há quatro dias, realmente achei estranho, mas achei que ele estivesse viajando”, comentou o vizinho. A perícia ainda verificou indícios de que houve luta entre a vítima e o possível autor.

Hodair, de acordo com vizinhos, é homossexual e usuário de drogas. Várias bitucas de cigarro foram apreendidoas e ainda existe o indício de consumo de crack. Testemunhas ainda informaram ter escutado brigas há dois dias e, pelo estado do corpo, a Polícia já eliminou a hipótese da morte ter ocorrido esta madrugada.

O delegado, neste momento, faz uma relação de testemunhas que serão intimadas para prestarem depoimento. Hodair, de acordo com essas pessoas, era uma pessoa tranquilo, residia no apartamento há três meses e desconhecem parentes. O fato será investigado pela 1ª D.P. (Delegacia de Polícia).

Vítima seria usuário de drogas. Foto: Marcos ErmínioVítima seria usuário de drogas. Foto: Marcos Ermínio
Bitucas de cigarro apreendidas pela Polícia. Foto: Marcos ErmínioBitucas de cigarro apreendidas pela Polícia. Foto: Marcos Ermínio
Veja Também
Funcionário de Pax é assaltado enquanto trabalhava na Mata do Jacinto
Um funcionário de uma Pax foi assaltado enquanto fazia cobrança, no final da tarde de ontem (21), na avenida Alberto Araújo Arruda, no bairro Mata do...
Trabalhador consegue na Justiça se aposentar por acidente de trabalho
Em decisão unânime, os desembargadores da 2ª Câmara Cível negaram provimento a um recurso interposto pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ...
Escola terá que indenizar pais de bebê que foi mordido na instituição
O juiz José Rubens Senefonte, em atuação na 3ª Vara Cível de Campo Grande, julgou procedente a ação movida pelos pais de uma aluna contra uma escola ...


E também agradeço á todos que estão defendendo através dos comentários bons :)
 
Juliana Chaparro em 28/01/2014 16:13:33
E também acho que a questão de ser homossexual nem deveria ser citada na matéria, Porque esse rótulo??? não precisa! ele é um cidadão do bem que foi brutalmente assassinado por alguém que um dia ou outro vai pagar e igreja não salva ninguém não, quem salva é Deus, que com certeza o conhece mais do que todos aqui, e está cuidando dele sem o rotulá lo, Em Questão das Drogas, infelizmente só posso lamentar, pois quem se aproxima dela também é uma vitima e serve de alerta á todos nós ... Dadá, fica aqui meu desabafo, brigada por tudo viu...rsrsrs muita luz e paz pra vc!
 
Juliana Chaparro em 28/01/2014 16:08:28
Estou aqui pra defender o Hodair, Dadá... de repente o senhor Samuel até tem razão em seu ponto de vista, pense o que quiser! Tem gente que julga sem saber, talvez também julgaria se não o conhecesse mais eu o conheço e sua opinião não vale de nada pra quem conhece o Dadá, pq nós sabemos que ele foi vitima da sua própria essência, generoso, companheiro, alegre, gostava dos amigos e gostava de ter a casa cheia, era um ótimo anfitrião...nesse seu jeito de ser acabou atraindo mal elementos pra seu convívio,sua casa, o que causou essa fatalidade, mais tudo isso não vem ao caso, nos vai fazer falta essa pessoa alegre, mais Deus sabe o que faz, e ficamos com lembrança de um bom amigo, e quantas vidas ele ajudou a salvar,e quantos infernos ele consolou e cuidou com carinho, foi atencioso.
 
Juliana Chaparro em 28/01/2014 15:59:21
Meus sentimentos a familia deste jovem, que morreu de uma forma cruel, Deus deu a vida so quem pode tirar e Ele, não conheci Hodair, conheco parte da familia que reside na cidade de Jardim ms, quem somos nós pra julgar, ele não esta aqui pra se defender, não digo so nosso Estado, mundo todo esta violento as pessoas matam sem temor, não temos prazer em ver televisão é so violencia coisas horriveis., que Deus conforta sustenta esta familia.
 
Mariete Cabral em 28/01/2014 11:28:02
Fui amiga do Hodair um otimo proficional ajudou no parto do meu filho a forma que ele se comportava fora do trabalho dele so dizia respeito a ele infelizmente não sei porque e nem julgo ele se foi dessa forma, ele era alegre brincalhão, ficava triste como todas as pessoas. Mais o que eu tenho certeza é que tudo isso é falta de Deus na vida das pessoas.Mata-se de forma futil como se não tivesse familia e como se o ser humana independente do que ele tenha feito não pudesse ter uma segunda chance tomara que encontrem o traste que fez isso e que a justiça seja feita. Fica minha indignação e quem não conheceu ele que não o julgue neide tocadaonça
 
neide brevilheri em 27/01/2014 14:34:16
Não acredito nisso seu Carlos Gomes...O senhor diz isso porque não conheceu ele ...Uma pessoa que trabalhava e gostava do seu trabalho que era salvar vidas ele amava a profissão dele,não é porque ele tinha varias amizades e estava fazendo orgia como você diz...era uma pessoa amigavel se dava bem com todos...
E dependentemente o que ele fazia so ele sabe...e a vida dele fora do seu local de trabalho ninguem tem nada a ver com isso assim eu penso.
E outra ele não era um bandido,era trabalhador respeite a dor dos seus familiares da sua filha linda pequena que ficou sem um PAI.
 
Luzia França em 27/01/2014 11:46:48
Parabéns Thaicianny pelo comentário, e sentimentos aos familiares e amigos de Hodair.
O burburinho dos comentários não é pelo fato da opção sexual da vítima, e sim pelo comentário do sr. Samuel Gomes, no trecho "Homossexualismo, orgias e drogas andam juntos e muitas das vezes só termina em morte".
Ele usa de afirmação na primeira parte da frase, como se todos os gays estivessem ligados a orgia e drogas, então os heterossexuais são fazem orgia e nem consomem droga?
Devia se lembrar que os gays têm pai, mãe, enfim.. família, não são filhos de chocadeira, para serem rotulados dessa forma negativa.
Todos somos passíveis de erros na vida.
Ultimamente, o tipo de crime mais comum: marido violentando a esposa, deve ser um drogado será? Nem sempre!
Não rotulem a sexualidade alheia!
 
Elton Silva em 27/01/2014 11:22:56
Deus conceda graça e consolo aos familiares.
 
Thomas Terena em 27/01/2014 11:00:20
não cabe a ninguém julgar a vida alheia... ( DEUS DEU A VIDA MAS E PRA CADA UM CUIDA DA SUA) vc ai que gosta de falar abobrinha por um acaso pagava as conta dele? colocava comida nas panela dele? se olha no espelho e vê se vc é melhor que ele pra falar alguma coisa...
 
alcilene silveira em 27/01/2014 10:36:49
nossssaaa.. quantos comentários...gente e uma vida que se perdeu vcs não pensa na dor que a família esta sentindo.. oque ele fazia ou deixava de fazer em sua residência não cabe a ninguém julgar,.,ninguém colocava comida nas panela dele e muito menos pagava suas contas.vc ai que gosta de julgar as pessoas sem conhecer com certeza vc ficaria melhor de boca fechada... se ele era usuário de drogas ,gay.. era problema dele...(..Deus deu a vida mas e pra cada um cuidar da sua..) isso não e motivo pra tirar a vida de ninguém...vc que gosta de opinar na vida alheia se olha no espelho..... fica aqui meus sentimentos aos familiares e amigos ...
 
alcilene silveira em 27/01/2014 10:23:25
Conheci diversas mulheres que também foram assassinadas pelos companheiros, sempre de forma violenta. O problema não está na homossexualidade. Está, sim, no MACHISMO dessa sociedade violenta e egoísta. Esse papinho de VINCULAR A HOMOSSEXUALIDADE COM A VIOLÊNCIA É COISA DE GENTE IGNORANTE. Já o machismo sempre se apresenta de forma violenta e ignorante. Sr. Paulo, lamento lhe informar que conheço muitos gays idosos. E também conheci muitos héteros que morreram jovens e de forma bastante violenta. Preconceito é realmente lastimável!
 
Anita Ramos em 27/01/2014 09:24:28
ser contra a opção da pessoa ser homossexual não é crime nem discriminação é um direito de qualquer um, assim como a opção da pessoa ser homossexual,
o comentario do sr. samuel se forem respeitados as virgulas e os pontos da ortografia brasileira nota-se que são separados e distintos sem preconceitos e seu ponto de vista tem fundamento agravado pelas nossas leis frouxas e a impunidade explicita onde o direito do outro não é repeitado, principalmente o direito de viver.
 
francisco damaceno em 27/01/2014 08:28:50
Acredito que ser homossexual não seja uma escolha. Ja esta provado cientificamente que opção sexual se da ja na formação do feto e isso independe da formação genital, se feminina ou masculina. Ja quanto a formação da personalidade desses individuos, se boa ou ruim, ja percebi que depende muito do que e reservado a ele pela sociedade e geralmente são são coisas boas.
 
marco aurelio em 27/01/2014 08:01:05
... pessoa desagradavel,nao tem noção de qm era meu tio oq nossa familia esta sentindo nesse momento merece respeito e vcc que não conhecia hodair fagundes e não sabe quantas vidas ele jah salvou em sua profissão o sr deveria ao menos ter certeza de suas suspeitas antes de publica las, o sr nao passa de uma pessoa extremamente egoista....so lamento muito por existir pessoas cm o sr q julga sem conhecer...deus as vezes nos prega peças e hj a nossa vida foi mudada para sempre ....o sr deveria ter vergonha de agir de tal forma desrespeitando nossos sentimentos e difamando uma pessoa tão querida para tds q o conhecia...realmente ...deus leva pessoas especias desse mundo pois aqui so restaram pessoas cm o sr; lamentavel sua opinião...que deus lhe abençoe..
 
thaicianny fagundes em 26/01/2014 18:50:50
Sr. Samuel Gomes, seu comentário é o mais pertinente até agora, visto que a vítima era conhecida pelos vizinhos como tranquila, porém homossexual e usuário de drogas como disse a Polícia. Esse povinho que fica dando de politicamente correto, não passa de alienado. Até porquê, eu nunca vi uma pessoa de bem ser atacada dentro de casa, pelos seus familiares e ou amigos. Como o sr. disse, basta a PC ir atrás dos "parceiros", que logo o crime será esclarecido. E saibam, preconceito foi do próprio assassino, que pelo jeito matou o rapaz com diversas facadas, denotando ÓDIO E RAIVA, isso sim é HOMOFOBIA! Sou pai de família, trabalhador, cumpridor de deveres e cidadão, lamento o que ocorreu com a vítima, respeitem a opinião e observações alheias.
 
LucioSilva em 26/01/2014 18:49:56
Fazer o que,né? A verdade as vezes dói e ninguém quer ouvir. Demagogia demais,dá disso. Assim como se respeita a opinião das pessoas, campograndenews não foge a essa regra. Simplesmente deletar a opinião respeitosa das pessoas, a livre expressão de liberdade de imprensa, deletar é matar a democracia. Em cima das informações fiz minha opinião mas na verdade sou Homem e há as mulheres que devem ser respeitados. A coluna do meio não existe simplesmente a opinião publica finge que apoia e finge que respeita. O ser humano homossexual é que deve ser respeitados e ajudado e não a promiscuidade.Viu? Não respeitaram o pobre rapaz que morreu. Respeitem a opinião dos outros! Os que pensam como eu não fizeram comentário porque acham que perdem tempo c essa gente,belê?
 
samuel gomes-campo grande em 26/01/2014 18:38:32
disse tudo Ana Clara!
 
Vinicius Avelar em 26/01/2014 17:57:32
Acredito que a sexualidade da vítima não deveria nem ter sido citada pela notícia. Ponto de irrelevância que só traz distorções à informação.
 
Alexandre Alonso em 26/01/2014 17:03:04
Ainda dizem que não há preconceitos... Quantos casos são noticiados diariamente de "não homossexuais" que espancam mulheres, sentem-se donos de suas companheiras e as mantêm em cárcere privado, cometem adultério e se vangloriam como se fosse a coisa mais normal do mundo, que traficam entorpecentes, que se beneficiam de cargos importantes para humilhar e roubar ... Vamos acabar com este rótulo que foi dado ao homossexual... O que mata é a ignorância e não a condição da pessoa.
 
Valdemir Contiero em 26/01/2014 16:45:09
Alguém se lembra que homens casados estão matando as esposas?
Tem alguma pessoa nesta terra que não sabe que vai morrer?
Para que julgar uma pessoa que não pode mais dizer como morreu?
 
mirella forti cossignani em 26/01/2014 16:06:56
Concordo com o comentário do Samuel, não vejo qualquer tipo de preconceito. Até porque, o cidadão que morreu era homossexual, usava drogas e tudo indicava que tava ocorrendo orgia em seu apartamento. Acrescento que as pessoas esquecem que não são apenas matéria. Se esse cidadão estivesse numa igreja rezando certamente isso não teria ocorrido. Lamentável!!
 
Carlos Gomes em 26/01/2014 14:59:27
Sem entrar na questão dos conflitos entre os leitores-comentaristas deste jornal, friso apenas que é raro encontrar por aí, um homossexual velhinho. Tenho observado que geralmente o homossexual morre muito cedo (jovem) e quase sempre de forma violenta. Também, é notório a relação com as drogas e álcool. O resultado não poderia ser diferente.
 
Paulo Botelho Pinto em 26/01/2014 14:10:01
Tive um parente homossexual que não fumava, não bebia nem usava drogas. Foi assassinado, talvez pelo parceiro ou por algum maldito preconceituoso. Tenho parente usuário de droga pesada que é heterossexual e nunca participou de orgias. Tenho seis filhos, todos heterossexuais e sem vícios, mas, se tivesse algum homossexual, certamente teria o apoio do pai. Felizmente, na minha família não tem nenhum idiota preconceituoso capaz de tecer certos comentários.
 
Wilson Silva em 26/01/2014 13:17:03
Parabéns ao Sr. Samuel Gomes!!!
Com sua ajuda já podemos para de gastar uma verdadeira fortuna em impostos com a polícia civil e também com o judiciário!!!
O Sr. deveria ceder alguns minutos do seu tempo pra explicar ao delegado da homicídios todos os mistérios sobre esses e alguns outros crimes. Deveria também dar uma dica de como acabar com as guerras e a fome no mundo.
Vou indica-lo ao Prêmio Nobel !!!
 
Higor Rocha em 26/01/2014 13:15:57
Nossa, o Sr. Samuel deve ser um poço de perfeição!
 
ana ramos em 26/01/2014 12:26:06
Quanto preconceito heim Sr. Samuel Gomes, que vergonha. Não sou homossexual, mas tenho certeza que não são assim. Não julgue ninguem, o sr não melhor que ninguem, a cidade está violenta e o que aconteceu com esse rapaz pode acontecer com o sr ou com alguem da sua familia. COMENTÁRIO LAMENTÁVEL.
 
Ana Clara em 26/01/2014 11:50:25
Comentário infeliz do sr. samuel gomes, em dizer que "homossexualismo, orgia e drogas andam juntos e terminam em morte", um comentário desses deveria ser deletado pelo CG News. Como se não existissem esses casos entre heterossexuais, isso mostra o tão grande é o preconceito de pessoas. Sou homossexual e nunca fiz orgia ou uso se drogas nem mesmo cigarro, acima de tudo somos cidadãos, merecemos sim respeito!
 
Elton Silva em 26/01/2014 11:32:49
Crime passional que se agravou com o consumo de drogas. Homossexualismo, orgias e drogas andam juntos e muitas das vezes só termina em morte. Muitas facadas demonstra o ódio e raiva Pode ser o caso! Não é um caso difícil pra PC resolver. Ta na cara que foi seu parceiro o autor do crime. Lembram-se daquele outro q foi encontrado morto dentro do carro ali mesmo na orla? Pra policia, crime passional é fácin...facin
 
samuel gomes-campo grande em 26/01/2014 11:30:04
imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions