A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

11/11/2016 17:17

Justiça condena autor e absolve comparsa em caso de morte por “cantada”

Luana Rodrigues

A Justiça decidiu condenar a nove anos de prisão em regime fechado, Leandro Souza dos Santos. Ele era acusado de matar a tiros Didie Soares Teixeira, em 2011, por conta de uma cantada que a vítima teria feito à sua esposa. Thiago Franco da Silva, amigo de Leandro, também respondia pelo crime, mas acabou absolvido pelo júri, por falta de provas.

Veja Mais
Dupla que matou homem após 'cantada' sobre mulher será julgada amanhã
Bombeiros fazem buscam por menino que sumiu após chuva

O julgamento dos acusados foi realizado na manhã desta sexta-feira (11). Conforme sentença proferida pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, Leandro foi condenado porque ficou comprovado que ele atirou na vítima, por motivo fútil. Segundo o Ministério Público, o motivo do crime foi uma "cantada" que Didie deu sobre a mulher de Leandro. Ele foi condenado por homicídio simples.

Já Thiago Franco da Silva acabou absolvido porque não houve fatos suficientes que comprovassem sua participação no crime. Contava nos autos do processo que ele havia emprestado a arma do crime ao autor e ainda invadido a casa de Didie e o carregado para a morte.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions