A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

02/11/2016 08:51

Motociclista é flagrado embriagado e sem CNH; multa pode chegar a R$ 3,8 mil

Ricardo Campos Jr.

Motociclista de 25 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (2) após provocar acidente dirigindo embriagado e sem habilitação na Rua da Divisão, no bairro Parati. Com os novos valores de multas aplicados para esses tipos de infrações, em vigor desde terça-feira (1º), ele pode ser autuado em até R$ 3.815,11.

Veja Mais
Multas de trânsito ficam mais caras a partir de hoje; veja novos valores
Para especialistas, multas mais caras mudarão comportamento nas ruas

Conforme o boletim de ocorrência, a PM (Polícia Militar) foi acionada para ir até o local. O suspeito bateu na traseira de um Fiat Uno que estava na frente dele e fazia uma conversão para entrar na Rua Santa Quitéria.

Ambos condutores fizeram o teste do bafômetro. O resultado do motorista do automóvel deu 0,05 mg de álcool por ml de ar expelido. Ele foi notificado e o carro foi liberado após a chegada de outra pessoa habilitada.

Já o motociclista apresentou 0,47 miligramas de álcool por ml de ar expelido, o que já configura crime de trânsito. A moto foi encaminhada ao Detran e o suspeito à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Mais caras – O aumento no valor das multas em alguns casos chega a 66%. Ambas as infrações são consideradas gravíssimas, cujo valor base é de R$ 293,47 (gravíssima). No caso da embriaguez ao volante, o valor é multiplicado por dez. Já nos casos de condução sem CNH, o montante é multiplicado por três.

Outras infrações foram agravadas. Usar celular ao volante, por exemplo, incorre em penalidade de grau médio para gravíssimo. A multa, que era de R$ 85,13, agora é de R$ 293,47, uma alta de quase 245%, e os pontos na carteira de habilitação aumentaram de 4 para 7. Vale lembrar que o simples manuseio do aparelho já incorre em punição.

Também ficou mais cara a multa por estacionar em vagas exclusivas para deficientes e idosos, que tornou-se gravíssima, assim como recusar a fazer o teste do bafômetro.

Convênios com Seleta e Omep são prorrogados até janeiro de 2017
A prefeitura de Campo Grande prorrogou até 15 de janeiro de 2017 os contratos que mantém com a Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária e a Omep (Or...
Santa Casa faz empréstimo, garante 13º e retoma cirurgias eletivas
A Santa Casa de Campo Grande retomou por completo esta semana a realização de cirurgias eletivas. O hospital fez um empréstimo de R$ 15 milhões para ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions