A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

25/10/2016 08:06

Mulher é chamada no portão e baleada com seis tiros no Santa Luzia

Viviane Oliveira e Julia Kaifanny
A vítima foi chamada no portão e baleada com seis tiros. (Foto: Fernando Antunes)A vítima foi chamada no portão e baleada com seis tiros. (Foto: Fernando Antunes)

Mulher de 30 anos foi atingida com seis tiros, na madrugada de hoje (25), na Rua Santa Isabel, no Bairro Santa Luzia, em Campo Grande. Até agora, não há informação sobre os suspeitos de cometer o crime.

Veja Mais
Com rosto coberto e em silêncio, PM suspeito de matar mulher se entrega
Morta a tiros em casa de policial tinha 35 anos e passagem por tráfico

Segundo testemunhas, a vítima estava em casa, quando foi chamada no portão e, ao atender acabou baleada por homens armados.

Uma vizinha de 55 anos contou que ouviu os estampidos dos tiros por volta das 2h20, mas não saiu de imediato com medo da situação. “Quando fui ver, a mulher já estava sendo socorrida pelo Corpo de Bombeiros”, diz.

Segunda a moradora, a vítima mora com seis filhos, com idades entre 16 e 2 anos, trabalha em buffet e se mudou há pouco tempo para o local. A mulher foi encaminhada à Santa Casa, onde passou por cirurgia no abdômen e aguarda avaliação de um médico ortopedista. 

Violência - Na última semana, três mulheres foram assassinadas, somente na Capital. No domingo (16), Kátia Campos Valejo, 35 anos, foi encontrada morta com quatro tiros na casa do policial militar da reserva, Valdecir Ferreira, 55 anos. O crime ocorreu na casa dele, na Rua Tintoreto, no Bairro Nossa Senhora das Graças. Ele se apresentou dois dias depois do crime, prestou depoimento e foi liberado. Na sexta-feira (21), a Justiça decretou a prisão preventiva dele.

Na noite de sábado (15), Maria das Dores, 50 anos, e a filha, Dayane July da Silva, 29 anos, foram mortas a facadas, na Rua Palami, no Bairro Moreninha II, em frente à casa delas.

O principal suspeito de ter cometido o crime, Agenor Magalhães de Oliveira, 53 anos, marido de Maria das Graças, foi encontrado morto enforcado, na tarde de domingo, na oficina em que trabalhava há cerca de 13 anos, na Rua Ipamerim esquina com a Palmácia. Tudo indica que o homem tenha cometido suicídio. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions