A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

23/10/2016 16:15

No Nova Lima, cratera surge em rua que perdeu asfalto há 8 meses

Ângela Kempfer e Leandro Abreu
Cratera tem cerca de 5 metros de cumprimento, 3,5 metros de largura, com 1,2 metro de profundidade. (Foto: Leandro Abreu)Cratera tem cerca de 5 metros de cumprimento, 3,5 metros de largura, com 1,2 metro de profundidade. (Foto: Leandro Abreu)

O temporal desta tarde significou prejuízo mais uma vez no bairro Nova Lima. Como ocorre há anos, uma das principais vias do bairro foi interditada por causa de uma cratera aberta durante a chuva.

Pela segunda vez em 8 meses, os danos atingiram a rua Jerônimo Albuquerque, onde neste domingo (23) surgiu uma cratera de cerca de 5 metros de comprimento, 3,5 metros de largura, com 1,2 metro de profundidade.

A tubulação de água pluvial rompeu, o que levou toda a terra ao redor dos dutos e acabou provocando o estrago. A rua foi interditada e a Defesa Civil acionou a empresa Águas Guariroba para avaliação dos danos.

Segundo o servente Ramão Blanco, 44 anos, em junho, a prefeitura iniciou a pavimentação na Jerônimo de Albuquerque, mas não terminou a obra. “Ficou só no piche, sem a lama asfáltica”, conta.

Há 4 anos, Laurilene Mudo, de 47 anos, mora na região. Quando começou a chuva, ela saiu para ver os efeitos do temporal e acabou presenciando a abertura da cratera. Ela diz que tudo foi muito rápido e quase provocou danos ainda maiores. “Um carro tinha acabado de passar e o buraco abriu. Em menos de 1 minuto já tinha virado cratera.”

Em fevereiro, a mesma rua perdeu 200 metros de asfalto e parte da sinalização, também durante chuva forte.

Chuva passou, mas rua teve de ser interditada.Chuva passou, mas rua teve de ser interditada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions