A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

10/11/2016 15:41

Santa Casa alerta funcionários para não caírem em golpe de falso médico

Amanda Bogo
Falso médico teria ligado e pedido informações de pacientes em setores da Santa Casa (Foto: Fernando Antunes)Falso médico teria ligado e pedido informações de pacientes em setores da Santa Casa (Foto: Fernando Antunes)

A Santa Casa de Campo Grande emitiu alerta em sua página no Facebook, na tarde desta quinta-feira (10), pedindo atenção de funcionários sobre tentativa de estelionatários de conseguirem informações pessoais de pacientes para a prática de golpes financeiros. 

Veja Mais
Em uma semana, golpistas tentam enganar pacientes de 3 hospitais
Em vários bairros, espera e atrasos para chegar ao trabalho nesta manhã

De acordo com a assessoria de imprensa da Santa Casa, nas últimas semanas, pessoas que se passam por médicos ligam nas áreas onde ficam armazenadas as informações clínicas dos pacientes para aplicar golpe nas famílias. Com os dados de pessoas internaas em mãos, os bandidos acionam os familiares, via telefone, pedindo depósitos de valores referentes a falsos tratamentos.

Santa Casa emitiu alerta para os funcionários não repassarem informações de pacientes (Foto: Reprodução/Facebook)Santa Casa emitiu alerta para os funcionários não repassarem informações de pacientes (Foto: Reprodução/Facebook)

Conforme a assessoria, até o momento ninguém relatou ter sido vítima do golpe. Porém, o alerta tem como objetivo chamar atenção dos funcionários do hospital para que tomem cuidado e não passem informações a criminosos.

Tentativas de golpes em três hospitais - Em outubro, dentro de uma semana, golpistas tentaram enganar familiares de pacientes internados na Santa Casa, Hospital do Pênfigo e no Hospital Regional. Nos três hospitais, os criminosos usaram a mesma história. Um homem se passa por médico e pede dinheiro para agilizar a realização de exames e procedimentos médicos.

Adriano Coelho Alaman, 39, recebeu ligação de um falso médico dizendo que, para agilizar a realização do exame médico do pai, que estava internado no Hospital Regional e foi diagnosticado com leucemia, a família precisaria depositar R$ 1.200. O homem suspeitou da situação e não enviou o dinheiro. Em conversa com outros familiares de pacientes, descobriu que outras pessoas receberam a mesma ligação.

Na mesma semana, a assistente social Márcia Cristina Arguelho Mendes, 37, que estava com a mãe internada no Hospital do Pênfigo recebeu a mesma ligação, na qual um homem que se apresentou como Dr. Paulo pedia R$ 3,9 mil para agilizar o tratamento da paciente. A vítima chegou a sacar o dinheiro para depositar para o estelionatário, mas teve problemas no banco na hora da transação. Ao levar o dinheiro ao hospital, foi informada de que não havia nenhum médico com esse nome e que havia caído em um golpe.

Ainda no período, a assessoria de imprensa da Santa Casa informou que um homem se passando por Dr. Paulo estava ligando nos setores do hospital para pegar informações sobre os pacientes, que seriam usadas para aplicar golpes.

Na ocasião, tanto a Santa Casa quanto o Hospital Regional ressaltaram que não ligam para familiares para pedir dinheiro para medicamentos e tratamentos. O Hospital do Pênfigo emitiu uma nota afirmando que não ia se pronunciar sobre o assunto.




Em São Paulo hackers são contratados para entrar na rede sem fio dos hospitais e pegar os dados dos internados. A rádio Bandeirantes conseguiu falar com um médico golpista e um hacker, se passando como interessado.
 
Bin Bash em 10/11/2016 19:01:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions