A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/08/2013 09:53

Concurso dos bombeiros prevê 170 vagas com salário de até R$ 3,3 mil

Leonardo Rocha

O Corpo de Bombeiros abriu 170 vagas em concurso público para formação de soldados e oficiais em Mato Grosso do Sul. Com remuneração que chega a R$ 3.303.00, as inscrições começam amanhã (29) e se estendem até o dia 10 de setembro. A prova escrita está prevista para o dia 13 de outubro.

Veja Mais
Governador autoriza concurso para Policia Militar e Corpo de Bombeiros
Governo publica gabarito preliminar do concurso para procurador

Os candidatos devem ter 1,65 (homem) de altura e 1,60 (mulher), ensino médio e carteira de habilitação B. Serão reservados 10% da vagas para negros e índios. A taxa de inscrição será de R$ 88,85 para ambos os cargos. Quem quiser pedir isenção na taxa de inscrição deve enviar requerimento nos dias 28 e 29 de agosto.

Os candidatos irão passarão pela prova escrita, aptidão mental, exame de saúde, capacitação física e investigação social. As provas serão realizadas nos municípios de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Naviraí.

Soldado – Foram disponibilizadas 150 vagas para formação de soldados do Corpo de Bombeiros. A remuneração durante a formação será de R$ 1.540.95 (bolsa aluno), após o termino e função do cargo o subsídio será de R$ 2.354.00.

Para o município de Campo Grande serão 100 vagas, seguidos por Sidrolândia (15), Dourados (9), Ponta Porã (6), Corumbá (5), Jardim (5), Amambai (4), Porto Murtinho (3) e Mundo Novo (3). Quem quiser mais informações deve acessar o site: www.concurso.ms.gov.br

Oficial – Serão 20 vagas para formação de oficias do Corpo de Bombeiros. Sendo 16 homens e 4 mulheres. A remuneração será de R$ 3.303,00 e os oficias serão designados pela corporação para prestar serviço em qualquer município do Estado de Mato Grosso do Sul.

Governador autoriza concurso para Policia Militar e Corpo de Bombeiros
O governador André Puccinelli (PMDB) autorizou, hoje, a realização de concurso público para soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A SA...
Governo publica gabarito preliminar do concurso para procurador
Divulgado o gabarito preliminar da prova objetiva do Concurso Público para Procurador do Estado. A lista está no Diário Oficial do Estado desta terça...
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas
Encerram no dia 29 de dezembro as inscrições de concurso público para a Prefeitura Municipal de Bandeirantes, distante 70 quilômetros de Campo Grande...
Cadastramento para professores temporários da Reme já está aberto
Foi aberto nesta segunda-feira (5) e vai até o dia 20 de janeiro de 2017 o cadastramento e seleção de professores temporários interessados em compor ...



o pele não precisou de cota pra ser o melhor jogador do mundo
 
nelson batistote em 01/09/2013 05:29:42
parabens orlando e alaide ,concordo com voces
 
nelson batistote em 01/09/2013 05:25:15
Os negros são diferentes dos brancos??? Quero acreditar que esta observação tenha sido um equivoco.
 
Adriana Romcy em 28/08/2013 21:51:29
Olá, Boa Noite.
Gostaria de saber se é possível fazer a prova e tirar a habilitação categoria B "urgente" ou se é preciso apresentar a CNH logo na inscrição. Alguém saberia me dizer? Obrigado.
 
Felipy Simas em 28/08/2013 20:36:04
Ao Sr. Horlando P. de Matos! Excelente comentário que, além de coerente, realista e oportuno, sem erro de português que pudesse lhe tirar o brilho. Certamente não estudou em escola pública... Parabéns! Realmente, há políticos que acham que o cérebro dos negros e índios é inferior, com menor capacidade de aprendizado. Que tal ao invés de tais cotas vergonhosas investir na educação básica para que todos tenham as mesmas condições de concorrência nestes concursos?
 
Alaide Alves de Macedo em 28/08/2013 18:49:28
Srº AROLDO e Srº JOSÉ : A luta pelas ações afirmativas e por cotas raciais no Brasil tem uma perspectiva de futuro.
O racismo não escolhe tempo, nem espaço e nem lugar.
Ora, a afirmação de que com a aplicação de medidas como as ações afirmativas e as cotas raciais, negros e negras estariam sendo beneficiados por um sistema inconstitucional e discriminatório, reforça a ideia em que as vítimas são postas como algozes que, com a política de cotas raciais, estariam injustamente "tomando" as vagas dos jovens brancos. Esta é uma operação social que faz uma inversão e justifica o racismo de Estado, é a vitória da (falsa) neutralidade estatal.
DÊ OUTROS EXEMPLOS E DEPOIS ME DIGA EM PERCENTUAL O QUE VOCÊS ACHAM?

 
CÉSAR ANDRADE em 28/08/2013 12:52:33
Enquanto isso o salário do professorzinho de escola pública é de R$ 1.355,50 (EDITAL Nº 1/2013 - SAD/SED). A educação no estado de MATO GROSSO DO SUL É PRIORIDADE? SERÁ?
 
Rodrigo de Souza em 28/08/2013 12:33:10
Essa discriminação de altura é um absurdo, pois tendo aptidão para realizar as etapas do concurso pouco importa altura idade. Chega de discriminação
 
gisele moises em 28/08/2013 12:16:47
A cota de 10% das vagas destinadas a Índios e Negros, representa a Institucionalização do PRECONCEITO RACIAL, em um País do "FAZ DE CONTA QUE..." Aos fundadores dessa Institucionalização pergunto, a título de exemplo: Quem é o Presidente do Supremo Tribunal Federal? .... branco ou NEGRO? Se for NEGRO outra pergunta: Quantos idiomas ele fala?
 
João Batista Paiva em 28/08/2013 12:04:50
Acho absurda essa lei discriminatória e vexatória que determina a falta de inteligencia dos negros e índios, coisa oriunda da cabeça de petistas fanáticos e demagógicos. Os negros e índios estão na corporação sem a lei que determina sua incapacidade mental e intelectual seja usada como recurso para ingressar na carreira. Aliás, quem criou tal lei de cotas deveria, esse sim, ser enquadrado como racista, pois coloca as raças dos negros e índios como inferiores, descaradamente.....
 
Horlando P. de Mattos em 28/08/2013 10:46:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions