A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

25/01/2013 17:47

MS gerou 24 mil empregos em 2012, 3º melhor resultado desde 2002

Nícholas Vasconcelos
Apesar de 8 mil demissões em dezembro, 2012 fechou com saldo positivo de empregos. (Foto: Luciano Muta)Apesar de 8 mil demissões em dezembro, 2012 fechou com saldo positivo de empregos. (Foto: Luciano Muta)

Mato Grosso do Sul gerou 24.224 empregos formais no ano passado, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado hoje pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o melhor desde 2010, quando foram criadas 29.176 vagas com carteira assinada, e o terceiro melhor desde o início do levantamento, em 2002.

Veja Mais
Funsat oferece nesta quinta vagas para digitador, mecânico e pintor de móveis
Com 122 vagas e salários de R$ 12,6 mil, inscrição para concurso encerra dia 11

O crescimento da geração de empregos foi de 5,4% na comparação com 2011, quando foram gerados 24.091 postos.

O setor de serviços foi o responsável por empregar mais 11.355 pessoas, seguido pela indústria de transformação com 4.928 postos e 4.721 novas contratações no comércio.

Campo Grande foi responsável por 7.994 contratações, índice que representa queda de 33% na geração de emprego na cidade já que no ano anterior foram 11.949.

Em Dourados, o crescimento de emprego foi 13 vezes maior na comparação entre as 3.305 contratações do ano passado contra as 229 de 2011.

A região Centro-Oeste teve a maior expansão entre as cinco maiores do país, com 150.539 vagas e crescimento de 5,33%. Em todo País foram 1,3 milhão de pessoas empregadas.

Dezembro - Já no mês de dezembro, o Caged registrou 8.610 demissões em Mato Grosso do Sul, o que é considerado sazonal porque é marcado pela entressafra, férias escolares e término do período de consumo característico do fim de ano.

O setor da agropecuária, extrativismo vegetal, caça e pesca fechou 3.229 postos de trabalho. Em seguida, aparece o setor de serviços com o fim de 2.292 empregos.

Paranaíba e Ponta Porã foram os únicos municípios que tiveram saldo positivo entre as cidades pesquisadas pelo Ministério do Trabalho. Em Paranaíba, o saldo entre contratados e demitidos foi de 59 e na cidade da fronteira foram apenas 10 postos.

Na Capital, o saldo negativo foi de 2.166, já que 6.506 pessoas foram contratadas contra 8.731 demitidas.

Em todo País, houve redução de 496.944 postos com uma queda 1,27 em relação ao estoque de 2011.

 

Funsat oferece nesta quinta vagas para digitador, mecânico e pintor de móveis
A Funsat (Fundação Social do Trabalho) oferece nesta quinta-feira dezenas de vagas de emprego em Campo Grande. As oportunidades são para digitador, m...
Com 122 vagas e salários de R$ 12,6 mil, inscrição para concurso encerra dia 11
A Prefeitura de Fátima do Sul, distante 246 km de Campo Grande, encerra no dia 11 de dezembro, as inscrições para o concurso com 122 vagas e salários...
IFMS abre edital para especialização gratuita em oito cidades de MS
O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) lançou processo seletivo para o curso de especialização em Docência para Educação Profissional, Cien...



QUERO UM EMPREGO AI POIS AQUI NO ESTADO DE SÃO PAULO TA DIFICIL!!!!
 
PAULO ROGERIO ROMUALDO em 25/01/2013 22:22:53
COM A GESTÃO DO ANDRÉ COM O NELSINHO CAMPO GRANDE E MATO GROSSO DO SUL SÓ TERIA MESMO QUE CRESCER, POIS OS DOIS SÓ TRABALHARAM PRA QUE ISTO ACONTECESSE.
 
ELY MONTEIRO em 25/01/2013 19:52:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions