A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

09/04/2015 11:43

Novo sistema cancela seguro-desemprego para quem não aceita vagas

Viviane Oliveira

Com o novo sistema do governo federal, divulgado hoje, quem solicitar seguro-desemprego vai receber uma ou mais opções de trabalho, de acordo com o seu perfil. Caso o trabalhador não aceite, o benefício pode ser suspenso.

Veja Mais
Novo sistema do governo federal oferece mais de 10 mil vagas de emprego em MS
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas

O coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), Márcio Borges, explica que o benefício só será suspenso, se o trabalhador recusar a vaga com salário e ocupação de acordo ou maior com que recebia quando foi dispensado.

O coordenador esclarece ainda que, caso a vaga e o salário ofertado não sejam compatíveis com sua ocupação no mercado, o trabalhador será habilitado para receber o benefício.

Comodidade - Com a ferramenta nova do Portal Mais Emprego, do Ministério do Trabalho e Emprego, o trabalhador também pode se candidatar as vagas existentes no Sine (Sistema Nacional de Emprego) sem precisar sair de casa. O sistema, disponível pelo site http://maisemprego.mte.gov.br/ ou www.mte.gov.br, também oferece informações sobre o andamento do seguro desemprego, oportunidades de qualificação profissional e abono salarial.

Para se inscrever e acessar o serviço de intermediação de mão de obra, o trabalhador precisa ter, no mínimo, 14 anos, informar o número da identidade, da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social), do PIS (Programa de Integração Social), Programa de Formação do PASEP (Patrimônio do Servidor Público) ou NIT (Número de Identificação do Trabalhador).

O candidato, que pode se escrever em até seis vagas, também deve informar a formação acadêmica e os cursos profissionalizantes realizados.

Cadastro do Empregador - Para se cadastrar no Portal Mais Emprego e disponibilizar vagas de emprego, o empregador precisa fazer um login de acesso com o número de identificação registrado. Para isso é necessário ter em mão o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), o CEI (Cadastro Especifico do INSS) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Caso o empregador já tenha comparecido a uma agência do Sine, o cadastro já estará preenchido, então será necessário apenas verificar se as informações precisam de atualização.

Se o trabalhador ou o empregador tiver algum problema ou a dúvida para realizar o seu cadastro no Portal Mais Emprego, é necessário procurar a agências de atendimento do Sine, mais próxima.

Novo sistema do governo federal oferece mais de 10 mil vagas de emprego em MS
O trabalhador conta a partir de hoje com uma ferramenta nova do Portal Mais Emprego, do Ministério do Trabalho e Emprego, para se candidatar as vagas...
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas
Encerram no dia 29 de dezembro as inscrições de concurso público para a Prefeitura Municipal de Bandeirantes, distante 70 quilômetros de Campo Grande...
Cadastramento para professores temporários da Reme já está aberto
Foi aberto nesta segunda-feira (5) e vai até o dia 20 de janeiro de 2017 o cadastramento e seleção de professores temporários interessados em compor ...
Falta de vagas frustra quem procura emprego temporário
Nas agências de emprego, candidatos reclamam da falta de vagas. Confira algumas oportunidades em aberto....



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions