A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

21/10/2011 09:43

Sai relação de índios e negros que disputarão cotas em concurso para professor

Marta Ferreira

Saiu hoje edital com a relação dos candidatos ao concurso para professor da rede estadual de ensino que se declararam negros ou índios e cumpriram os requisitos para serem beneficiados pela lei que reserva cota de vagas na seleção pública para índios e negros, de 3% e de 5% do total, respectivamente.

Veja Mais
Governo publica gabarito preliminar do concurso para procurador
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas

A partir de agora, os candidatos que constarem erros cadastrais (nome, identidade e data de nascimento) terão 2 dias de prazo, das 8h de hoje até as 20h do dia 24 de outubro para a retificação dos

Dados.

Para a identificação, eles devem acessar o site , no menu área do candidato. Ali, vai informar o número do CPF e, no link, recursos, verificar os dados e, em caso de erro, informar o que deve ser alterado.

Um novo edital será publicado com as correções. O concurso era preencher 545 vagas de professor na rede estadual de ensino em Mato Grosso do Sul.

As vagas são em 13 áreas, em 70 dos 78 municípios do. A prova objetiva está marcada para o dia 13 de novembro. Os aprovados terão jornada de trabalho de 20h, com salário-base de R$ 994,44 e incentivo financeiro de R$ 397,78.Os professores poderão atuar tanto no Ensino Médio quanto Fundamental.

Governo publica gabarito preliminar do concurso para procurador
Divulgado o gabarito preliminar da prova objetiva do Concurso Público para Procurador do Estado. A lista está no Diário Oficial do Estado desta terça...
Com salários de até R$ 2,9 mil, prefeitura continua com inscrições abertas
Encerram no dia 29 de dezembro as inscrições de concurso público para a Prefeitura Municipal de Bandeirantes, distante 70 quilômetros de Campo Grande...
Cadastramento para professores temporários da Reme já está aberto
Foi aberto nesta segunda-feira (5) e vai até o dia 20 de janeiro de 2017 o cadastramento e seleção de professores temporários interessados em compor ...
Falta de vagas frustra quem procura emprego temporário
Nas agências de emprego, candidatos reclamam da falta de vagas. Confira algumas oportunidades em aberto....



POR TODA A VIDA INDIOS E NEGROS SÃO DISCRIMINADOS EXCLUIDOS REGEITADOS POR ESSE POVO IPÓCRITA ,ISSO É O MINIMO QUE ELES PODEM FAZER,COM CERTEZA É JUSTO A COTA SIM , TEMOS SIM EU SOU BRANCO E É JUSTO SIM MUITO JUSTO A COTA PARA INDIOS E NEGROS,
 
IDEOVAN ANJINHO em 24/10/2011 09:55:33
todo ser humano deve ser testado pela capacidade em uma escola, serviço etc..
se eu tiver conhecimento de algum mestre que entrou por força da lei que define cotas, vou ter dúvidas quanto ao seu conhecimento em qualquer matéria que venha ministrar no ensino brasileiro.
tenho pena dos pobres, brancos, amarelos etc que sonham com um ensino superior!!!
 
zelandia castilho em 23/10/2011 01:44:26
Mirian Marcos
Aposto que você é negra/india, e está vendo só o seu lado, esse papinho de dívida histórica não cola, quem está sendo prejudicado não fez absolutamente nada....
Quem começou escravidão na Africa foram os próprios negros que escravizavam e vendiam os negros de tribos rivais.
Não há mais espaço para sindrome de vira lata, ou por acaso o Obama precisou de cotas para ser presidente?
 
Roberto Inzagaki em 23/10/2011 01:37:14
Isso e' que e' discriminação com os brancos, mais nos estamos aceitando tudo isso, SOU A FAVOR DE QUE AS PESSOAS DENOMINADAS DA COR BRANCA, QUE ESTÃO SOFRENDO TODO ESSE PRECONCEITO, FAÇAM UM MOVIMENTO, VAMOS PRAS RUAS EXIGIR DIREITOS IGUAIS. Fica aqui uma convocação, vamos nos comunicar, afinal as redes sociais estão ai pra isso.
 
Eduardo Marques em 23/10/2011 01:36:56
"Também quero ter direito a cotas como cidadã de cor branca!"
Cara leitora PEDRINA DUTRA DE OLIVEIRA , vc tem cota, ela é de 95% das vagas, uma vez que a cota para os negros é apenas de 5%.
Tá reclamando de quê?
 
Marcelo Netto Rosa em 23/10/2011 01:24:25
Não que seja discriminação a cota para negros e indigenas, mas, sim uma reparação e divida historica pela primeiras nações que construiram o Brasil na escravidão e foram barbaramente violentados com ira pelos brancos na época da invasão ao Brasil. torturados e mortos.
As duas raças merecem pelo menos ter direito a inclusão nas cotas especificas.
Parabens ao governo do MS pelO RECONHECIMENTO
 
Mirian Marcos em 22/10/2011 12:48:16
Só pra complementar - Sobre o comentário da Miriam, de que as raças foram violentadas pelos brancos, creio que não há nenhum ex-escravo prestando estes concursos. Será que estas "reparações" serão eternas? Será que daqui a 1.000 anos alguém também usará este argumento pra defender cotas?
 
Everton Rocha em 22/10/2011 10:37:55
É isto aí! Ao invés de escolhermos os melhores para o serviço público, vamos escolher por cota. Azar é das crianças, não é mesmo? Um absurdo. E absurda também é a falta de coragem do STF em declarar as cotas raciais inconstitucionais, afinal, "Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza...".
 
Everton Rocha em 22/10/2011 10:32:04
Sou Branco, honesto, contribuinte, eleitor, hetero...Para quê???


Ives Gandra da Silva Martins*

Hoje, tenho eu a impressão de que o "cidadão comum e branco" é agressivamente discriminado pelas autoridades e pela legislação infraconstitucional, a favor de outros cidadãos, desde que sejam índios, afrodescendentes, homossexuais ou se autodeclarem pertencentes a minorias submetidas a possíveis preconceitos.

Assim é que, se um branco, um índio e um afrodescendente tiverem a mesma nota em um vestibular, pouco acima da linha de corte para ingresso nas Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de imediato, a favor de um deles! Em igualdade de condições, o branco é um cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior.
Para os que desconhecem este é o :Inciso IV do art. 3° da CF a que se refere o Dr. Ives Granda, em sua íntegra:

"promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação."



 
João Carlos Ferreira em 22/10/2011 10:13:44
A escolha é pela segregação racial e não pelo fator economico. Nesta história onde fica o branco pobre !!!??? As cotas deveriam ser reservadas pela condição economica e não pela cor da pele !!!
 
Angelo Fantin em 22/10/2011 06:06:39
Tdos esses comentários abaixo demostra a grande falta de conhecimento e preocupação para um futuro melhor para país. Querem igualdade, mas só pensam em si. Querem diminuir as diferenças, mas não querem abrir mão do seu conforto. Bom, querendo ou não as COTAS, (ações afirmativas) são constitucionais e foi historicamente a grande alavanca para que o EUA ser o que hj. Vamos crescer Brasil, = p/ todos
 
Jackson Silfer em 22/10/2011 05:50:06
Galera maior parte dos brasileiros são contra cotas raciais , ninguém fez plebiscito para saber se nós queriamos , devemos fazer movimentos contra isso chamar a imprensa nos organizar , temos que conquistar nossos direitos à igualdade de novo .
 
Raphael Penzo em 22/10/2011 05:19:45
Também quero ter direito a cotas como cidadã de cor branca!
Esse tipo de coisa que é verdadeiro racismo, pois todas as raças são seres humanos e capazes´.
Vamos parar com isso!!!!!!!
 
PEDRINA DUTRA DE OLIVEIRA em 21/10/2011 11:56:05
Ridículo este tipo de cota - Isto sim é a verdadeira Discriminação Racial. Se Cores, Raças, etinias entre outras não devem ser excluídas do meio social, porquê o poder público coloca cotas para estes? o que eles têem de diferente? - apenas a cor da pele, o sotaque. 5% de vagas pra negros! e se a maioria dos candidatos forem negros? Deve ser 100% das vagas para 100% dos candidatos. Vamos acordar.
 
Fábio Menezes em 21/10/2011 10:53:54
É difícil aceitar que brasileiros possam ser tratados de maneira diferente. Agora quanto a educação, nas condições que ela se encontra no país, no minimo deveríamos deixar que os melhores assumissem as salas de aulas. Como abrirmos mão desta prerrogativa numa educação tão combalida. Que se aumente cotas em outras áreas do serviço publico, mais educação? ta danado mesmo.
 
marco antonio em 21/10/2011 10:28:17
Achei que era necessário apenas competência, não ser negro ou índio!
 
Lúcio Alves em 21/10/2011 04:12:29
Numa sociedade democrática, respeitar as diferenças constitui-se num eixo fundamental para que a mesma estenda-se aos campos: social, politico, intelectual e religioso. E as cotas contribuem com esta realidade que vem acompanhada de um debate amplo sobre a participação significativa de diversos, grupos: negros, indigenas ,pessoas deficientes que historicamente sofreram com as"intolerâncias".
 
Clara Duran Leite em 21/10/2011 03:34:35
Concordo que isso seja mesmo uma discriminação velada, isso sim. Não devia existir esse tipo de coisa. Se são 100 vagas, que sejam disputadas por todos em caráter de igualdade, sem reservas para negros e índios.
 
Regina Lima Almeida em 21/10/2011 01:08:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions