A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

23/02/2015 10:52

Açougues recebem consultoria para manter higiene e qualidade da carne

Priscilla Peres
Produtores receberam capacitação para garantir qualidade dos produtos. (Foto: Divulgação/Senai)Produtores receberam capacitação para garantir qualidade dos produtos. (Foto: Divulgação/Senai)

Cinco empresas entre casas de carne e açougues do município de Maracaju - distante 160 km de Campo Grande, receberam consultoria para garantir a qualidade higiênico-sanitária dos produtos vendidos. O trabalho foi feito pelo Instituto Senai de Tecnologia – Alimentos.

Veja Mais
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS

Para garantir a qualidade dos produtos foi preciso implantar programas como manual de boas práticas de fabricação, procedimentos operacionais padrão, elaboração de tabelas nutricionais e rotulagem de produtos alimentícios. “Esses documentos precisam ser elaborados de acordo com a característica de cada empresa e serem colocados em prática”, explica a supervisora de tecnologia e inovação do IST Alimentos, Maria Eugênia Petenuci.

De acordo com consultor responsável pela implantação da consultoria, Vitor Matheus Bordin, quando o programa de qualidade é implantado com eficácia representa vantagem competitiva. “E esses resultados devem estar em conformidade com as normas do órgão fiscalizador e da legislação vigente. Ao longo do trabalho foram detectadas não conformidades nas instalações e comportamento dos colaboradores de cada empresa. Sendo assim, é necessária a adequação das melhorias propostas”, pontuou.

Ainda foi ressaltado a importância do comprometimento e envolvimento dos funcionários na empresa. Como parte da consultoria, os técnicos do IST Alimentos ministraram uma palestra sobre boas práticas de fabricação, higiene e manipulação de alimentos direcionada aos manipuladores para mostrar as consequências graves por conta da ingestão de alimentos com algum tipo de contaminação.

As empresas que aderiram ao serviço foram Casa de Carne Beef Nobre, Casa de Carne Karlonga, Casa de Carne Novilha de Ouro, Açougue do Nego e Açougue e Conveniência Ribeiro Silva. O trabalho foi realizado em parceria com o Sebrae/MS e a Prefeitura de Maracaju.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions