A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017

20/12/2010 09:33

Acusado de chefiar jogatina, Nilton Servo é capturado

Aline Queiroz

Ele estava escondido no distrito de Camisão, em Aquidauna

Nilton Servo foi um dos presos da Operação Xeque-Mate em 2007. Foto: ArquivoNilton Servo foi um dos presos da Operação Xeque-Mate em 2007. Foto: Arquivo

Alvo de processos no Mato Grosso do Sul, onde é apontado como chefe da máfia da jogatina, o ex-deputado estadual pelo Paraná, Nilton Cezar Servo, 55 anos, foi preso no distrito de Camisão, em Aquidauna.

Denúncias anônimas indicavam à Polícia que ele estava escondido no distrito e ele foi capturado pela Rotai (Rondas Ostensivas Táticas).

Nilton foi abordado dentro de um veículo Fiat Pálio que trafegava pela rua e, quando os policiais checaram os documentos, constataram o mandado de prisão que tinha em aberto expedido pela Justiça do Paraná.

Ele foi preso pela última vez em junho deste ano, por exploração do jogo ilegal. A prisão foi em Ponta Grossa (PR).

Na ocasião, ele era suspeito de ser dono de bingos na cidade e teria mandado um funcionário atear fogo em uma casa de jogos de um grupo concorrente, na cidade de Paranavaí, no Paraná.

Após ter colocado fogo na casa de jogos, o funcionário teria pulado a janela do prédio e um policial militar de folga que passava pelo local tentou ajudá-lo.

Foi quando Servo apareceu para resgatar o funcionário. Ele teria atirado três vezes contra o policial militar, que não foi atingido.

O ex-deputado negou a acusação e declarou que estava na cidade para estabelecer contatos políticos, pois pretendia se candidatar a deputado estadual ou federal nas eleições do mês de outubro, o que não ocorreu.

No carro dele foi encontrada uma arma e uma garrafa com gasolina. Ele chegou a ser encaminhado presídio Hildebrando de Souza, no Paraná.

Ficha extensa - Ele havia sido preso em junho de 2007 pela Polícia Federal, em Uberlândia (MG), acusado de comandar a "máfia dos caça-níqueis" no Brasil.

Em 2008, foi alvo da Operação Xeque-Mate, que prendeu centenas de pessoas em Mato Grosso do Sul, acusadas de envolvimento com a jogatina.

Depois disso, voltou a ser preso em julho de 2009, acusado de chefiar uma organização criminosa responsável por contrabando e descaminho de cigarros estrangeiros.

A prisão ocorreu durante a Operação Bituca, que foi coordenada pela Delegacia da Polícia Federal de Guaíra.

Nilton Servo foi deputado estadual entre 1991 e 1995 pelo Paraná era suplente de deputado federal do Mato Grosso do Sul, depois de ter sido candidato a prefeito e a deputado.

Ele também foi candidato a prefeito de Maringá em 1996. Em 1998, andidatou-se a senador e novamente não teve sucesso. Já em 2002 obteve 12 mil votos como candidato a deputado estadual, mas novamente não foi eleito.

Nilton Servo, acusado de chefiar jogo, é preso de novo
Alvo de processos em Mato Grosso do Sul em que é apontado como chefe da máfia da jogatina, o ex-deputado estadual pelo Paraná e atual suplente de dep...
Tribunal de Justiça decreta prisão de Nilton Servo
O Tribunal de Justiça decretou a prisão de Nilton Cézar Servo, acusado de chefiar a máfia dos caça-níqueis em Mato Grosso do Sul.De acordo com o dese...
Filho de Servo pagou R$ 700 de fiança e foi liberado
Preso na madrugada desta terça-feira por dirigir embriagado e fazer ...
Um dos três detentos que fugiram sábado de presídio é recapturado
Foi recapturado nesta tarde de segunda-feira (16) Willian Ferraz da Silva, de 19 anos, um dos três detentos que fugiram no sábado (14) da Penitenciár...



Se fosse um coitado que não pudesse pagar um advogado,já estaria "enraizado"na cadeia.A policia faz a sua parte,vem um "vetusto"desembargador e solta.Brasilzão.
 
Ronaldo Ancél Alves em 20/12/2010 10:17:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions