A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

10/10/2015 08:18

Acusado de dois homicídios, homem é encontrado escondido dentro de sofá

Renata Volpe Haddad
Tentando se esconder da polícia, Paulino foi encontrado dentro de um sofá. (Foto: Caarapó News/ Divulgação)Tentando se esconder da polícia, Paulino foi encontrado dentro de um sofá. (Foto: Caarapó News/ Divulgação)

Paulino Corin da Silva, 36, foi preso na última quinta-feira (8) em Caarapó, distante 283 km de Campo Grande. Acusado de dois homicídios em Dourados e foragido, o homem foi encontrado dentro de um sofá tentando se esconder da polícia.

Veja Mais
Segunda fase do Enem acontece amanhã e domingo; 488 pessoas participam em MS
STF investiga contas de Geraldo e quer depoimento até de ex-prefeito morto

Segundo informações do Caarapó News, a Polícia Militar juntamente com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) realizaram a ação para prender o acusado.

O homem cometeu dois crimes em Dourados, distante 233 km da Capital, sendo um em 2004 e outro em 2008 e desde então, estava foragido. A casa onde Paulino foi encontrado está localizada na rua da Saudade em Caarapó.

O homem foi localizado dentro de um sofá que fica na sala da residência. Os policiais realizaram buscas para tentar localizar algum objeto do crime, mas nada foi encontrado. O acusado foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Caarapó.

Crimes – Conforme informações do site 94 FM obtidas junto à Justiça Estadual, Paulino foi preso e condenado por matar a tiros, Nilson Fernandes Simões, em 29 de fevereiro de 2004. O crime foi cometido na varanda de uma casa na Rua Guiana, no Bairro das Nações I, em Dourados.

Nilson era ex-marido de Kelly Santos da Silva, que se separou quando o mesmo foi condenado pelo assassinato de um taxista. Após o fim do relacionamento do casal, Kelly começou a se relacionar com Paulino.

Porém, logo o relacionamento acabou, mas Paulino não se conformava com a separação e a ameaçava constantemente. De acordo com informações, quando Nilson passou a visitar Kelly novamente, Paulino o assassinou a tiros na varanda da casa dela. O homem foi preso em flagrante.

Após quatro anos, no dia 1º de setembro de 2008, Kelly que estava com 24 anos, foi assassinada com dois tiros do lado esquerdo da cabeça, enquanto caminhava pelas ruas de Dourados. No mesmo dia, Paulino passou a ser procurado pela polícia como principal suspeito e até então, não havia sido encontrado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions