A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

26/05/2015 22:00

Agentes pedem mudança em penitenciária estadual de Dourados

Valéria Araújo - Dourados Agora
Penitenciária Estadual de Dourados
(Foto: Divulgação)Penitenciária Estadual de Dourados (Foto: Divulgação)

Agentes penitenciários estão pedindo mudanças na administração do Presídio Estadual de Dourados. Mais de 30 profissionais procuraram o jornal Dourados Agora, assim como o Ministério Público Estadual e o judiciário criminal de Dourados para tratar do assunto. Supostas irregularidades que estariam acontecendo na PED foi protocolada no MP.

Veja Mais
Caminhão carregado com 2,6 toneladas de agrotóxico é apreendido
Homem é preso transportando de carro roubado em guincho para despistar polícia

Os profissionais fizeram um abaixo-assinado em que 61 dos 65 agentes assinaram o pedido de troca na direção do presídio. Eles afirmam que o motivo do pedido está relacionado a decisões supostamente arbitrárias, e perseguições sofridas pela categoria. Eles dizem que há mais de 10 anos passam por situações como assédio moral, mas que somente nos últimos anos com a formação e atuação do Sindicato dos profissionais é que tiveram forças para começar a denunciar.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes penitenciários de MS, André Santiago, os servidores não foram ouvidos pelo Conselho Institucional de Segurança Pública (Coised) . Todos os seus membros defenderam na semana passada a permanência da atual direção da PED. O sindicato também questionou se o fato do atual diretor Joel Rodrigues Ferreira pertencer ao conselho não teria influenciado os demais membros.

“Nós não temos mais como conviver com a atual direção e estamos pedindo mudanças .A Agepen tem muita gente capacitada e que pode fazer um bom trabalho na unidade. Para se ter ideia, a promulgação da lei 2518/2002 exigiu que para ingressar na carreira é necessário nível superior. Ninguém é insubstituível”, destaca.

Eles afirmam que se não houver troca, pretendem abrir mão das horas extras, o que segundo eles poderia gerar uma queda de 50% nos atendimentos da PED, como visitas e atendimentos educacionais, além de queda no plantão. Eles denunciam ligações de parentesco em órgãos fiscalizadores dentro do Presídio com a direção, o que, não daria credibilidade nos laudos. Outras denúncias de supostas irregularidades dentro da PED foram encaminhadas ao MP ontem.

Outro lado

O diretor do Presídio Joel Rodrigues não foi localizado para falar sobre as afirmações do Sindicato. O presidente do Coised, coronel Ary Carlos Barbosa, comandante da Polícia Militar, disse que o Coised integra as mais importantes e respeitadas instituições de segurança e justiça de Dourados e pauta-se pela intransigente defesa da ética, da legalidade e da moralidade, buscando a promoção de segurança pública eficiente e eficaz à sociedade. “Além disso o Coised não compactua com qualquer ato ilícito, tampouco apoia quem não mereça. Interesses corporativos não devem devem sobrepor-se ao interesse público e social. Segurança pública e penitenciária exige pessoas isentas, técnicas e sem subserviência a políticos. Nesse sentido, é que o Coised exteriorizou preocupação com movimentos ocultos e com fins ainda não explícitos, que podem afetar uma boa gestão e projetos importantes”, destaca, observando que o pedido de permanência de Joel é resultado do trabalho que ele vem apresentando e que todas as denúncias apresentadas não foram comprovadas.

“Elas [as denúncias] me parecem infundadas, mas se comprovadas, seremos os primeiros a retirar o apoio a permanência dele”, observa. O juiz corregedor dos presídios, César de Souza Lima, da 3ª Vara Criminal de Dourados e o promotor de Justiça Juliano Albuquerque, que não são do Coised, também se posicionaram contra a substituição da administração da PED.

Homem é preso transportando de carro roubado em guincho para despistar polícia
Para despistar a polícia, um homem, de 30 anos, contratou um guincho para transportar um veículo Mitsubishi ASX, roubado em Canoas (RS), mas acabou p...
Médico abandona plantão e pacientes ficam sem atendimento em hospital
O médico Carlos José da Costa Duran, 41 anos, foi denunciado à polícia, por desvio de função na manhã deste sábado (03). Ele não compareceu ao plantã...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions