A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

22/06/2013 22:20

Bacha diz que não venderá a fazenda Buriti se ocupação continuar em MS

Nyelder Rodrigues

Após os indígenas terenas ocuparem mais uma fazenda em Sidrolândia, o proprietária da Fazenda Buriti, Ricardo Bacha, vai abandonar as negociações de venda da área, para demarcação como terra indígena.

Veja Mais
Indígenas quebram acordo e voltam a invadir fazenda em Sidrolândia
Fiems pede que governo mantenha contratos de incentivos fiscais

A ocupações feita hoje foi a da fazenda Água Clara, de propriedade de Afranio Pereira, vai em sentido contrário ao acordo feito por Bacha para vender a fazenda Buriti à União, que era o de não haver mais ocupações na região.

Em entrevista ao site Sidrolândia News, Bacha afirmou que “se os índios não saírem da Fazenda do Afrânio Pereira, minhas terras da Fazenda Buriti não estará mais a venda, esta quebrado o acordo”.

A entrada dos indígenas na fazenda Água Clara, na tarde desse sábado (22), em Sidrolândia, vai contra o acordo que havia sido firmado na última quinta-feira (20), com entidades ruralistas, governo do Estado, lideranças indígenas, entidades ligadas à Igreja Católica, o ministro Chefe da Casa Civil, Gilberto Carvalho, Funai e outras autoridades.

Na região de Sidrolândia, principalmente na região da Aldeia Buriti, já são mais de 20 invasões registradas, sendo que a fazenda Buriti, do ex-deputado Ricardo Bacha, teve sua sede incendiada e completamente destruída pelos indígenas da etnia terena, que mantém ações de invasões em diversos municípios de Mato Grosso do Sul.

Indígenas quebram acordo e voltam a invadir fazenda em Sidrolândia
Indígenas quebraram o acordo e voltaram a invadir a fazenda Água Clara, na tarde desse sábado (22), em Sidrolândia. O acordo havia sido firmado na úl...
Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...



Em toda comunidade existe sempre um grupo mais radical que acha que a solução está na força, na violência, no vai na marra mas esquecem que esse tempo já se foi há muito.
Fazem o maior esdardalhaço tentando intimidar ou calar os moderados e sensatos. Influenciados ou não por entidades ou instituições, o fato é que um acordo foi conseguido com muita dificuldade e deveria ser respeitado. Se o próprio governo reconheceu que errou quando legalizou essas terras, está comprovado que os proprietários não tem culpa nenhuma e é justamente quem está sendo mais perseguido com invasão, incêndio, ameaças, gado "desaparecido".
Não havendo acordo, que se cumpra a lei, doa a quem doer, sob pena da baderna se tornar incontrolável, não só no campo mas na cidade e em todo lugar.
 
Paulo Lemos em 23/06/2013 11:50:07
Caro Samuel, vc tem razão, porém essa solução de compra de terra seria uma forma pacífica. Agora oq adianta dar terra aos índios se eles não produzem nada nela, eu sou da região de Dourados-Itaporã e lá as aldeias não produzem e vivem de sacolão do governo. A solução para as aldeias não são terras e sim ajuda pra aproveitar a terra que os índios tem!
 
José Angelo em 23/06/2013 11:35:28
Imagino, sr Samuel gomes, que mentiroso é aquele que NÃO cumpre acordos...
 
francisco guimaraes em 23/06/2013 11:14:08
Alguém está mentindo; o solo, as terras no Brasil pertence a União, para usufruto dos índios, não se arreda e nem se vende-as e tudo que nela há, matas ouro e prata, são da união. Em sendo a fazenda Buriti terras indígenas, o governo não pode compra-las, é inconstitucional, talvez Bacha receba pelas benfeitorias. A partir de agora índio pode viver em paz, agora o problema é com Bacha e Dilma. E também isso não pode servir de pretexto para outras áreas reconhecidamente indígenas, não venha a ser ocupada, retomada..
 
samuel gomes TERENA-campo grande em 23/06/2013 10:55:24
Parabéns pela iniciativa Sr. Bacha! Ou os indígenas respeitam os acordos firmados ou que continuem andando atrás de CIMI, FUNAI e MPF em busca de mais terra!
 
Rodrigo Medeiros em 23/06/2013 09:17:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions