A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/11/2012 08:12

Bandidos fazem refém por 5h em empresa de transporte de valores

Francisco Júnior
Ocorrência mobilizou todas as forças policiais de Corumbá. (Foto: Anderson Gallo/Diário Online)Ocorrência mobilizou todas as forças policiais de Corumbá. (Foto: Anderson Gallo/Diário Online)
Artefatos apreendidos pela Polícia. (Foto:Anderson Gallo/Diário Online)Artefatos apreendidos pela Polícia. (Foto:Anderson Gallo/Diário Online)

Bandidos que invadiram a empresa de transporte de valores Brinks, em Corumbá, durante a noite ontem (14) em Corumbá, se entregaram a Polícia após cinco horas de negociação. Eles chegaram a fazer um funcionário de refém.

Veja Mais
Após deslizamento e risco a usuários, MS-295 é totalmente interditada
Justiça bloqueia bens de ex-prefeito e mais oito por fraude em licitação

De acordo com o site Diário Online, os assaltantes chegaram à empresa por volta das 21h30 e entraram no local pelo telhado utilizando cordas. Antes que conseguissem sair do prédio, a Polícia cercou todo a área.

Todo o quarteirão foi isolado e além da PM, agentes da Polícia Federal, Polícia Civil, Força Nacional de Segurança, DOF e da Guarda Municipa atenderam a ocorrência.

Após se entregarem, por volta das 2h30 desta quinta-feira, os dois assaltantes foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Enquanto a Polícia Militar e a Defensoria Pública negociavam a rendição dos dois homens que seriam dos estados de São Paulo e Minas Gerais, policiais apreenderam quatro veículos durante buscas pelas proximidades a empresa. Entre eles, uma caminhonete, com placas da Bolívia.
No veículo foram encontradas cinco pistolas 9 milímetros, um revólver 357, um fuzil 762 e em torno de 1,5 mil munições de vários calibres apreendidos.

Os policiais ainda encontraram material para curativos e rolos de silver tape, usado para amordaçar e imobilizar vítimas, além de documentos.

A Polícia ainda não confirmou a identidade dos bandidos presos e investiga o envolvimento de outras pessoas no crime, devido ao armamento e veículos apreendidos.

 




Por sorte os que estavam na cobertura,do lado de fora ficaram com medo e abandonaram as armas e os comparsas dentro da empresa.
Foi fundamental a atitude de quem viu e avisou a policia. Parabéns a criticada PM!!!
 
arivaldo paiva em 16/11/2012 00:29:02
Se fossem espertos veriam que estavam em região de fronteira. Muito mais policiada. O fato tem que ser investigado, tem mais pessoas envolvidas.
 
Fátima Santos em 15/11/2012 20:15:33
...são amadores,se fossem profissionais teriam finalizado a ação rapido e sem percepçao da policia..
 
helio nantes em 15/11/2012 10:19:21
PODE PROCURAR QUE TEM MAIS DE 10 ENVOLVIDOS e garanto que são da pezada como integrantes de Bandidos ESPECIALIZADOS NESTAS AÇÕES,,, não é ação pra bandidinho pé de chinelo....

ACORDA BRASIL preso TEM QUE TRABALHAR DURO se não fica em HOTEL DE LUXO E FAZENDO FACULDADE DO CRIME, com toda mordomia possivel DROGA, CELULAR,MULHERES, INTERNET tudo dentro do presídio....

DISCORDO DO MINISTRO DA JUSTIÇA... quem passa mal na Cadeia e o bandido pé de chinelo,,, os BANBANS ficam nas mordomias
 
MATEUS COSTA em 15/11/2012 09:55:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions