A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

25/04/2015 18:31

Bebê de 8 meses morre após ser medicado em UPA e voltar para casa

Antonio Marques
Avós relataram que após a medicação receitada na UPA o quadro de saúde do bebê piorou. (Foto: Rádio Caçula)Avós relataram que após a medicação receitada na UPA o quadro de saúde do bebê piorou. (Foto: Rádio Caçula)

O pequeno Kaue Henrique de Souza Ponce, de apenas oito meses, morreu na noite dessa sexta-feira (24), após ter sido medicado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Três Lagoas, e liberado para voltar pra casa com os avós, segundo o site Rádio Caçula.

Veja Mais
Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
PRF apreende carreta com 250 kg de agrotóxicos contrabandeados do Uruguai

Por volta das 8 da manhã, os avós da criança a levaram à UPA e, após cerca de 40 minutos aguardando, foram atendidos por uma médica que, ao examinar o bebê apenas apalpando seu pulso e a região da barriga, diagnosticou a criança com virose e receitou a medicação para alívio de distúrbios gastrintestinal, náuseas e vômitos.

Na receita médica foram receitados os medicamentos Florance DSN 17938, a ser ingerido de 12 em 12 horas, e a Bromoprida GTS, 9 gotas de 8 em 8 horas. Segundo os avós, a médica teria garantindo que com a medicação o bebê iria melhorar e reagir aos sintomas.

Para os avós foi estranho a profissional não ter solicitado qualquer exame adicional. Como eles não encontraram os medicamentos gratuitamente pelo SUS, o pai da criança acabou comprando na rede particular.

A medicação foi ministrada e no inicio da noite, por volta das 20h, segundo relatos da avó, a mãe presenciou o bebê tendo uma crise e acionou a equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ao chegar ao local os socorristas já encontraram a criança desfalecida e tentaram reanimá-la, sem êxito no procedimento.

Ainda assim, a equipe não desistiu do caso e encaminhou o bebê ao Hospital Auxiliadora onde foi submetido a novas tentativas de reanimação, mas o pequeno Kaue não reagiu. Os avós disseram que após a medicação ministrada pela médica a criança piorou. A causa do óbito foi choque hipotérmico, devido a desidratação, vômito e diarreia.

Prematuro – o bebê, que nasceu de seis meses e ficou internado em Campo Grande, havia recebido alta recentemente, retornando para Três Lagoas. A família informou este fato à médica, que ignorou as informações e seguiu com o atendimento básico.

A reportagem tentou contato com a Prefeitura e a Secretaria de Saúde do município, mas em função do final de semana não conseguiu êxito nas tentativas.

Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
Um trabalhador rural identificado como Abmael Fernandes dos Santos, de 30 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (7) ao ser atingido por um raio en...
Autores de 'arrastão' são presos após perseguição de moto; veja o vídeo
"Desculpem os palavrões, mas há situações em que a gentileza não é prioridade". Assim a Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) publicou nesta qu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions