A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

23/07/2015 11:48

Bebê nasce com dois sexos e família pede ajuda para tratamento em SP

Viviane Oliveira
A mãe com a criança no colo procurou uma das rádios da cidade de Três Lagoas para pedir ajuda com as despesas da viagem. (Foto: Rádio Caçula) A mãe com a criança no colo procurou uma das rádios da cidade de Três Lagoas para pedir ajuda com as despesas da viagem. (Foto: Rádio Caçula)

Um bebê de 3 meses nasceu com dois sexos em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. A criança já começou a fazer acompanhamento e avaliação no Hospital das Clinicas, em São Paulo e deve passar por cirurgia a partir dos 3 ou 4 anos de idade. As passagens serão pagas pelo Estado, mas a família pede ajuda financeira para despesas com hospedagem na cidade paulista.

A madrinha da criança contou que o bebê foi registrado como menina, mas durante toda a gravidez os exames de ultrassom apontavam para um menino. “A surpresa dos dois sexos veio quando a criança nasceu”, explica a mulher de 32 anos.

A família foi orientada pelo hospital da cidade a levar o recém nascido para passar por exames especializados em São Paulo. Sem condições de bancar a viagem, a Justiça foi acionada e mandou que o estado pagasse a viagem. “Nós fomos no dia 30 do mês passado e a próxima consulta ficou agendada para setembro”, conta a madrinha.

Segundo ela, a mãe do bebê de 24 anos tem mais três filhos de 7, 3 e 1 ano e pede ajuda para conseguir fazer o tratamento na cidade paulista. A mulher é solteira e vive com uma renda de R$ 306. Antes do procedimento cirúrgico, o bebê vai passar por uma série de exames com médicos ginecologistas e urologistas para tentar identificar a sexualidade dele.

O caso - O bebê nasceu com uma modificação genética rara conhecida como hermafroditismo em que a criança desenvolve duas genitais, com estruturas masculinas e femininas completas ou não. O caso é considerado raro no Estado.

Para ajudar com as despesas da viagem e tratamento médico da criança, a família vai fazer no dia 11 de setembro deste ano, uma galinhada beneficente. Quem quiser ajuda no almoço pode ligar no telefone (67) 9286-5183.




É uma pena se for realizada essa cirurgia, pois em casos de Intersexualidade ou hermafroditismo, somente a própria pessoa deveria decidir no futuro qual gênero optar, os pais ao permitirem essa cirurgia poderão estar cometendo um grande erro e com prováveis consequências, ou seja, estão pagando pra ver.
 
Yollanda em 24/07/2015 13:20:47
É uma pena se for realizada essa cirurgia, pois em casos de Intersexualidade ou hermafroditismo, somente a própria pessoa deveria decidir no futuro qual gênero optar, os pais ao permitirem essa cirurgia poderão estar cometendo um grande erro e com prováveis consequências, ou seja, estão pagando pra ver.
 
Yollanda em 24/07/2015 13:17:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions